François Duhamel/Universal Pictures via AP
François Duhamel/Universal Pictures via AP

Drama de guerra '1917' desbanca 'Star Wars' com fim de semana de US$36,5 milhões

Longa de Sam Mendes derrotou o último capitulo da saga 'Star Wars', que vinha liderando as bilheterias desde dezembro do ano passado

Redação, REUTERS

12 de janeiro de 2020 | 22h03

O filme 1917, de Sam Mendes, conquistou a liderança nas bilheterias dos Estados Unidos no fim de semana, com arrecadação de US$ 36,5 milhões no primeiro fim de semana em que foi amplamente divulgado.

O drama da Primeira Guerra Mundial, produzido por Universal e DreamWorks, derrotou Star Wars: A Ascensão Skywalker, último capítulo da saga que vinha liderando as bilheterias desde sua estreia, no fim de dezembro.

Star Wars caiu para o segundo lugar ao arrecadar US$15 milhões, ampliando seu total para US$ 478 milhões nos EUA. Sem dúvidas, 1917 está aproveitando a atenção da temporada de premiações, um sinal promissor às vésperas das nomeações para o Oscar.

Em uma surpreendente vitória no Globo de Ouro, o filme derrotou favoritos como O Irlandês e História de um Casamento e levou a estatueta de melhor filme de drama para casa. Mendes também levou o prêmio de melhor diretor.

Para os donos de cinemas e executivos de estúdios, 1917 é o tipo de experiência emblemática que o espectador pode ter apenas na tela grande. O épico de guerra da vida cotidiana foi feito para parecer uma única cena ininterrupta, resultando em uma jornada que deixa o público agarrado assento e faz com que também se sinta nas trincheiras.

Enquanto isso, Underwater, um thriller de ficção científica com Kristen Stewart, estreou mal com US$ 6,9 milhões— um resultado catastrófico, considerando seu orçamento de US$ 50 milhões.

 

Tudo o que sabemos sobre:
Sam MendescinemaStar Wars

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.