Dragões futuristas, em "Reino de Fogo"

Na devastada Terra do futuro, naqual os dragões instalaram o reino de fogo, só existe algo piordo que esses monstros alados, capazes de tudo destruir, com suaschamas - são os americanos. É uma fala do personagem deChristian Bale em Reino de Fogo, o thriller futurista de RobBowman que estréia amanhã. Para ilustrá-la, o diretor mostra aChegada do arrogante americano Van Zan (Matthew McConaughey) àFortaleza britânica na qual Bale, que se chama Quinn, tentamanter vivos os últimos remanescentes dos ataques das bestasapocalípticas. O americano chega e vai logo dizendo - "Eu lidero, vocême segue", o que é típico das fantasias de dominação do paísmais poderoso da Terra. Só que mais tarde, durante a evolução dahistória, só Quinn sabe o esconderijo do único dragão macho, quefecunda os óvulos das milhares de fêmeas. Com a morte dessemacho, chegará ao fim a era de trevas dos dragões e a humanidadepoderá pensar num recomeço. Aí, o americano recua. Ele nãoconhece esse território novo e ameaçador. "Você lidera, eu osigo", diz Van Zan. Terra de Fogo pode ser ruim, como boaparte do cinema americano de ação que hoje ocupa as telas detodo o mundo. Mas, na verdade, é menos ruim do que o grossodessa produção mediocrizada, feita para atender o gosto médiodos espectadores à base de receitas consagradas de ação eviolência. Tudo nesses filmes tem de ser explicado, à base deações de causa e efeito que fazem o relato avançar. Assim, Quinn quando garoto, viu a mãe ser morta pelo primeiro dragão - omacho - que ele descobriu no subsolo de Londres, quando umaescavação o despertou de seu sono milenar. Ao tentar matar osmonstros, que se multiplicam, o homem destrói a Terra. Quinnterá agora sua chance de vingança. O diretor Bowman fez vários episódios na série ArquivoX. Gostou da história de Reino de Fogo - um filmepós-apocalíptico sobre os dragões - porque ela inscreve essadimensão fantasiosa e mítica num cenário realista. São quase 150tomadas de efeitos especiais. Mostram uma Londres impressionantenas suas ruínas. Há algo a descobrir na aparente banalidade deTerra de Fogo. Serviço - "Reino de Fogo". Aventura. Dir. Rob Bowman.Dur. 100 min. Com Christian Bale, Matthew McConaughey, IzabellaScorupco.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.