Downey Jr. é condenado na Califónia

O ator Robert Downey Jr. foi sentenciado hoje em Indio, Estado da Califórnia, há a permanecer um ano em uma clínica de reabilitação e a três anos de liberdade condicional, por posse de cocaína e abuso de uso de drogas. O juiz Randall White disse a Downey Jr. para levar a sério o tratamento antidrogas e também que não se tratava de um presente, e sim, de um trabalho duro, e que lhe desejava "muita sorte". Downey Jr., por sua vez, agradeceu o suave castigo.O ator, de 36 anos, que foi indicado ao Oscar por seu papel no filme Chaplin, de 1992 foi encontrado em novembro passado em um quarto de hotel de Palm Springs sob efeito de Valium e posse de cocaína. Apesar de ter saído da prisão sob fiança, temia ser condenado a pelo menos quatro anos de prisão e por isso assumiu sua culpa.Agora, ele vai continuar o tratamento antidrogas que havia começado depois de ter sido preso enquanto caminhava pela Washington Boulevard, emCulver City, Los Angeles, em abril deste ano. O ator já cumpriu uma condenação por abuso de drogas o ano passado. Isso não impediu que conseguisse o papel de noivo da jovem advogada interpretada por Calista Flockhart na série Ally McBeal, pelo qual ganhou o prêmio Globo de Ouro e o troféu da união hollywoodiana de atores de cinema e televisão. Por outro lado, Downey perdeu seu papel em Ally McBeal e outro que teria no filme American Sweethearts, por causa de sua prisão em abril passado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.