REUTERS/Brian Snyder
REUTERS/Brian Snyder

Donald Trump responde ao discurso de Meryl Streep

No Globo de Ouro, atriz defendeu os estrangeiros e citou caso em que o presidente eleito dos EUA ridicularizou um repórter portador de doença congênita

O Estado de S.Paulo

09 Janeiro 2017 | 10h27

"As palavras de alguém do movimento liberal não me espantam". Esta foi a resposta de Donald J. Trump ao discurso de Meryl Streep, proferido durante a noite de ontem, na cerimônia dos Globo de Ouro.

Ele também definiu a atriz como uma 'Hillary Lover' (uma fã de Hillary Clinton) após Meryl o denunciar como uma valentão que desrespeitou e humilhou os outros.

Em entrevista ao The New York Times, Trump disse que não tinha visto as observações de Streep ou outras partes da cerimônia, que foram transmitidas pela NBC, mas acrescentou que "não estava surpreso com os liberais de cinema".

O Globo de Ouro foi o último grande evento em Hollywood antes da posse de Trump, que será em 20 de janeiro, uma transferência de poder que muitos na indústria do entretenimento têm lamentado.

No discurso a atriz disse: "se os deportássemos (os estrangeiros), estaríamos só vendo futebol e artes marciais." A fala de Meryl soou como recado ao presidente eleito dos Estados Unidos. Ela se lembrou ainda que o Globo de Ouro é entregue pela Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood (HFPA, na sigla original).

Outra crítica da atriz foi sobre o episódio em que Trump imitou o repórter Serge Kovaleski, do The New York Times, que sofre de uma doença congênita. 

Assista o discurso de Meryl Streep:

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.