Luiz Fernando Borges da Fonseca/Divulgação
Luiz Fernando Borges da Fonseca/Divulgação

Documentários sobre Carlos Imperial e a dupla Luli e Lucina vencem o In-Edit

'Yorimatã' foi foi eleito o melhor documentário do evento, tanto pelo júri popular quando pelo oficial

Redação, O Estado de S. Paulo

13 Julho 2015 | 18h26

A sétima edição do festival In-Edit Brasil escolheu seu vencedor: Yorimatã foi eleito o melhor documentário do evento, tanto pelo júri popular quando pelo oficial, como divulgou a produção na tarde desta segunda-feira, 13. 

Luli e Lucina são as estrelas de Yorimatã, longa dirigido por Rafael Saar. A história da dupla, de criatividade e talento ímpar, gravada por Gilberto Gil, Ney Matogrosso, entre outros, será levada à versão do In-Edit de Barcelona, que ocorre em outubro deste ano. 

O júri ainda escolheu um documentário para a menção honrosa. Para Paulo Miklos, Cristiano Burlan, Paula Cosenza e Marcos Preto, Eu Sou Carlos Imperial, de Ricardo Calil e Renato Terra, foi o merecedor da honra. 

Assista aos trailers dos filmes: 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.