Documentários roubam a cena no festival de Toronto

Não é que Brad Pitt e George Clooney estejam sendo enxotados de lá, mas os documentários inscritos no Festival Internacional de Cinema de Toronto estão recebendo uma atenção muito maior do que o habitual neste ano.

CAMERON FRENCH, REUTERS

09 de setembro de 2011 | 19h48

Além de "From the Sky Down", filme sobre o U2 que abriu esta edição do evento, mestres como Werner Herzog, Morgan Spurlock, Wim Wenders e Alex Gibney também levarão nesta semana ao Canadá suas visões sobre a realidade.

"Abrimos mais espaço do que nunca nas nossas salas para os documentários, e os colocamos em espaços maiores do que nunca", disse Thom Powers, programador de documentários do festival.

"Isso reflete a crescente presença e importância do documentário na cultura em diferentes níveis."

A vários quarteirões do tapete vermelho por onde Bono e The Edge passaram para a estreia do documentário sobre o U2, na quinta-feira, mais de mil pessoas se aglomeraram para ver o lançamento mundial de "No Abismo", do alemão Herzog.

Spurlock, que ganhou fama mundial em 2004 com "Super Size Me", desta vez mostra "Comic Con: Episode IV - A Fan's Hope", sobre a popularíssima conferência anual da cultura pop em San Diego.

Já Wenders mostra "Pina", sobre a influente coreógrafa Pina Bausch, enquanto Gibney estreia o seu "Os Últimos Gladiadores", que aborda o mundo dos jogadores do hóquei no gelo.

Tudo o que sabemos sobre:
FILMETORONTODOCS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.