Documentário 'Zelal' fala sobre instituições psiquiátricas no Egito

Filme também mostra condição da mulher e do jovem no país

Flavia Guerra, O Estado de S. Paulo

11 Setembro 2014 | 03h00

Se filmar no Egito ainda é tarefa árdua para qualquer realizador, filmar um documentário sobre instituições psiquiátricas do país exige um esforço ainda maior. Pois o tema delicado, o processo de pedido e autorização de acesso a dois hospitais do Cairo e o preconceito que a sociedade em geral ainda tem com o tema não intimidaram os diretores Mustapha Hasnaqui e Marianne Khoury.

Marianne é uma das mais prestigiadas cineastas do universo árabe e foi a primeira a registrar o cotidiano dos hospitais psiquiátricos de seu país. Ela, a propósito, esteve em São Paulo no final de agosto para debater seu filme na sessão Cinema Egípcio Contemporâneo da 9ª Mostra Mundo Árabe de Cinema, que ocorre até terça-feira, no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB). Acalorado, o debate levantou não só a questão do tratamento de pacientes psiquiátricos como também a condição da mulher no Egito.

Hoje, o público tem uma segunda chance de assistir a Zelal, às 16h no CCBB. É rara oportunidade para se adentrar nos meandros da sociedade egípcia.

Mais do que um olhar sobre pacientes, o longa dá voz a quem foi privado do convívio em sociedade por trazer consigo questões que fogem às convenções sociais.

Um exemplo é a jovem cujo maior delito foi exigir amor do marido. “Ele não me dava amor e carinho. E faço comigo mesma até sangrar. Graças a Deus, não tive filhos, porque ele iria tirá-los de mim.” São vozes lúcidas como esta que fazem de Zelal forte e necessário.

Ainda na mostra, no sábado, é a vez de debater a condição dos refugiados na política contemporânea, às 18h, após a exibição de Shebabs de Yarmouk, às 14h30, e Um Mundo Que Não é Nosso, às 16h30.

ZELAL

CCBB. Rua Álvares Penteado, 112, Centro, tel. 3113-3651. Quinta, às 16h. R$ 4.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.