Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

Documentário final de Eduardo Coutinho abrirá 20º É Tudo Verdade

Coutinho não teve tempo de montar 'Últimas Conversas' antes de morrer, em 2014

O Estado de S. Paulo

17 Março 2015 | 10h48

O 20º É Tudo Verdade - Festival Internacional de Documentários, que começa no dia 9 e vai até o dia 19 de abril, já tem um filme de abertura. Trata-se de Últimas Conversas, último documentário dirigido pelo cineasta paulistano Eduardo Coutinho, morto no ano passado. Com uma hora e meia de duração, o longa traz Coutinho conversando com jovens estudantes cariocas. O filme será exibido nos dias 9 e 10 de abril.

Para João Moreira Salles, produtor da Videofilmes, o filme tem significado especial. "Coutinho não teve tempo de montar aquele que viria a ser o seu último filme", explica . “São conversas com jovens que têm toda a vida pela frente. Ao menos pra mim, essa circunstância encerra toda a pungência de Últimas Conversas”.

Amir Labaki, por sua vez, fundador e diretor do festival, se diz honrado de ter o filme na 20ª edição do É Tudo Verdade. "Últimas Conversas não carregava, de origem, as marcas de um filme de despedida. Mas, o sendo, é um belíssimo fecho para uma das obras mais originais da história do documentário mundial e do cinema brasileiro”, afirma.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.