Documentário faz retrato de São Paulo

Os números dizem muito sobre a capital paulista: 451 anos, milhares de imigrantes, 20 milhões de descendentes de italianos, 400 eventos culturais por semana, 170km de congestionamento por dia, entre outros. Mas, seu melhor retrato ainda são os paulistanos, nascidos ou não na metrópole. São esses números e, acima de tudo, as vozes desses personagens urbanos que revela o documentário São Paulo - Retratos do Mundo, que será exibido hoje, às 20 horas, na TV Cultura. E é dessa rica humanidade que Daniel Piza e Flávio Frederico, roteirista e diretor, respectivamente, tiram o que há de melhor da cidade e levam para a tela. Na tentativa de melhor traduzir encantos, caminhos e pensar soluções para os tantos problemas que a metrópole apresenta, Daniel Piza, também editor-executivo do Estado, dividiu o documentário em três tópicos: Beleza Escondida, Solidões Ligadas e Desordem e Progresso. Tais temas, que por si só já dizem muito sobre a vida paulistana, são desenvolvidos por belas imagens, outras nem tanto, captadas por Frederico, cenas históricas, trechos de filmes que contam a metrópole (como O Invasor, de Beto Brant, São Paulo S/A, de Luís Sérgio Person, Viramundo, de Geraldo Sarno) e depoimentos reveladores. "Os entrevistados, famosos ou não, pensadores e personagens da cidade, vivem São Paulo, são autênticos em suas críticas e elogios", conta Piza, que selecionou várias dessas personalidades que dão voz ao filme. A trilha sonora é outro detalhe que traduz o pulsar paulistano. "Terminar com São São Paulo, de Tom Zé, já diz tudo", comenta Piza. São Paulo, Retratos do Mundo - Hoje, às 20h. TV Cultura (canais/operadoras: Directv, 213; NET, 16; Sky, 37).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.