Documentário de 11 horas lembra Elvis Presley

Um cineasta está realizando um documentário de 11 horas sobre Elvis Presley que incluirá entrevistas com parentes do falecido rei do rock e com figuras lendárias da música. A notícia foi divulgada hoje, data em que um dos maiores ícones da cultura pop de todos os tempos faria 69 anos e que é lembrada por seus fãs em várias partes do mundo, com destaque para as manifestações de fãs e sósias em sua casa em Graceland e para os shows que marcam a semana nos Estados Unidos. O cineasta Ken Vrana percorreu cerca de 400 mil quilômetros nos últimos três anos e meio para filmar o documentário que vai se chamar Tributo e será uma coleção de vídeos em formato DVD de 11 horas de duração. Virá acompanhada de um livro ilustrado e de formato grande.Vrana fez cerca de 570 entrevistas, com admiradores, ex-namoradas, ex-companheiros de banda e nomes lendários da música como Bill Monroe e B.B. King. Mesmo assim, ele ainda gostaria de entrevistar uma dezena de pessoas, entre elas, o ex-Beatle Paul McCartney. Presley, que morreu em sua casa em Graceland, em Memphis, no Tennessee, em 16 de agosto de 1977. Segundo o cineasta, que já gastou US$ 280 mil com o projeto, disse que todo o dinheiro arrecadado com as vendas do documentário será revertido para casas de caridade. O projeto foi financiado por sua mulher, Lisa, que é especialista em marketing e também editora do filme. "Minha esposa diz que se não verdermos, será um dos filmes caseiros mais caros da história".

Agencia Estado,

08 de janeiro de 2004 | 13h51

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.