Documentário contrapõe perspectivas familiares

A família Segreto, atualmente morando em São Paulo, não tem nenhum envolvimento com o cinema, exceto por um detalhe: Affonso e Paschoal Segreto, irmãos do bisavô da família, são considerados os pioneiros na produção de um filme com uma câmera cinematográfica no Brasil, no fim do século. O advogado Sérgio, casado com a artista plástica Leonora e pai dos adolescentes Thiago e Fernanda, jamais havia manuseado uma câmera até ser convidado pela cineasta Maya Pinsky a realizar um filme."Eu precisava de uma família que aceitasse realizar um trabalho de no máximo 60 segundos de duração e convidei justamente os Segreto, parentes dos pioneiros do cinema no Brasil", justifica Maya. A cineasta, além de convidar profissionais para assessorar tecnicamente cada membro da família, gravou um making off do trabalho de cada um. O resultado é Filme da Família, documentário experimental de 13 minutos, que será exibido, amanhã e quinta-feira, no Itaú Cultural, na mostra dos vencedores do Rumos - Cinema e Vídeo.O filme de Maya foi um dos premiados na categoria emergente e teve um orçamento de R$ 4.200,00. "Os quatro trabalhos foram rodados em película 16 milímetros, enquanto minhas entrevistas foram feitas com câmera digital", explica. A intenção era que cada um realizasse um trabalho sobre a sua perspectiva da família. Assim, Sérgio documentou a churrascada de domingo. Já Leonora preferiu fazer uma comparação entre sua atividade antes de casar, como artista plástica, e a função materna, que assumiu em seguida.Os filhos, porém, foram mais radicais. Thiago registrou os diversos discursos negativos dos pais, como a proibição de sair à noite. E Fernanda filmou um jantar em família, com a leitura da Carta ao Pai, de Kafka, como trilha sonora - a poesia trata justamente dos malefícios provocados pela exasperada educação paterna. Como auxílio técnico, cada um foi co-dirigido por cineastas novatos que não influenciaram as idéias dos membros da família. "Eles adoraram a experiência, mas revelaram também uma timidez para explicar o trabalho, durante as entrevistas", comenta Maya.Filme da Família. De Maya Pinsky. Mostra Rumos do Cinema e Vídeo. Itaú Cultural. Avenida Paulista, 149. Amanhã (19 h) e quinta-feira (20h30). Grátis

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.