Diversidade cultural em pauta no cine Ceará

Com a palestra A Diversidade do cinema latino-americano, do cineasta Fernando Birri, começa a rolar na segunda-feira o principal simpósio do 16º Cine Ceará, festival de Fortaleza que, este ano, abriu-se às produções dos países latino-americanos, Portugal e Espanha. Além de Birri, autor do clássico do cinema sul-americano Tire-Dié (sobre meninos de rua da Argentina), as estrelas do simpósio são o escritor Ariano Suassuna e o poeta Thiago de Melo. "Ariano, que fala na terça-feira, dá à sua conferência o título de Cultura regional e diversidade". Thiago, programado para quarta, fala sobre "Literatura e diversidade cultural". O simpósio, que dura até quinta-feira, terá ainda mesas redondas e debates, com participação de especialistas acadêmicos sobre o tema. Um fio condutor percorre as discussões - qual a possibilidade e o papel das diversidades culturais num mundo que, aparentemente, tende cada vez mais à homogeneização? Essas políticas de resistência cultural têm encontrado seu lugar na tela do Cine São Luiz, sede do festival, antes de virarem assunto de discussão teórica. Assim, o filme Iluminados pelo Fogo, do argentino Tristán Bauer, propõe uma alternativa à visão da guerra usual nos filmes de Hollywood. Não é apenas uma maneira de tratar de um tema dolorido do país vizinho - as vítimas da Guerra das Malvinas, de 1982 - mas também uma proposta de estética diferente. Uma outra linguagem. Outro olhar sobre a realidade. Esse talvez seja o maior mérito da internacionalização do Cine Ceará - divulgar esses filmes, que pouco espaço encontram no circuito comercial brasileiro e representam alternativas à forma hegemônica de representar o mundo. Foram os casos também de Barrio Cuba, de Humberto Solás, e Inverno em Bagdá, produção espanhola dirigida pelo peruano Javier Corcuera, apresentados até agora. Junto com o Cine Cerá, somente o festival carioca Cinesul se ocupa da divulgação do cinema latino-americano no País. O Brasil, como de hábito, continua de costas para o continente. Esses dois festivais são apenas exceções à regra.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.