Divulgação
Divulgação

Disney encara dilema do tamanho de 'Star Wars' com a perda de Carrie Fisher

Estúdio analisa possibilidades para o destino da personagem Princesa Leia

Reuters

28 Dezembro 2016 | 11h31

NOVA YORK/LOS ANGELES - A morte de Carrie Fisher não apenas deixou os fãs de Star Wars desolados, mas também levou os estúdios Walt Disney Co para uma dilema sobre o destino da icônica personagem Princesa Leia.

Fisher, que tinha 60 anos, aproveitou uma fama renovada quando Leia, Han Solo (de Harrison Ford) e Luke Skywalker/Mark Hamill foram reunidos na tela em Star Wars: O Despertar da Força, em 2015. O filme rendeu mais de US$ 2 bilhões com bilheteria no mundo todo.

A atriz já tinha filmado toda sua participação no Episódio VIII, que estreia em 2017. O plot do novo filme, como sempre, é mantido em segredo. Também era esperado que Fisher tivesse um papel importante no nono ato da série, previsto para 2019.

Uma porta-voz da Disney não quis comentar, nesta terça, 27, se Leia apareceria em outros filmes além do Episódio VIII.

O diretor de Star Wars, Colin Trevorrow, disse em janeiro de 2016 que ele estava animado "para encontrar novos lugares que podemos levar" os personagens de Leia e Luke.

"Ele são ícones, mas também são pessoas que sofreram perdas e desafios muito duros ao longo de todos esses filmes", disse o cineasta ao Entertainment Tonight.

Os fãs de Star Wars já estavam especulando sobre como a batalha entre o bem e o mal no Império Galático se desenvolveria sem Fisher interpretando Leia, uma corajosa integrante da Aliança Rebelde, que em O Despertar da Força havia se tornado general.

"Eu não estou chorando mas provavelmente vou quando a Disney, de maneira sem vergonha, recriar a face de Carrie Fisher pelo computador para o episódio IX", disse um fã no Twitter.

De acordo com uma lei da Califórnia, cineastas devem ter permissão do espólio de uma personalidade para usar sua imagem até 70 anos depois da morte.

Outras possibilidades incluem redesenhar o plot do episódio IX, reencenar trechos do episódio VIII ou escalar outra atriz parecida, como os realizadores de Harry Potter fizeram quando Richard Harris, que interpretava o diretor Alvo Dumbledore, morreu depois de filmar os dois primeiros filmes.

No site Heavy.com, alguns fãs sugeriram que a cantora Stevie Nicks poderia assumir o papel, e outros disseram que a personagem deveria ganhar uma cena de morte gloriosa.

"Eu juro que é melhor eles arranjarem um jeito de colocar a Princesa Leia para fora dos filmes, porque se eles tentarem botar alguém no seu lugar, será o inferno", escreveu uma fã.

 

Mais conteúdo sobre:
Carrie FisherStar Wars

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.