Disney e "Guerra nas Estrelas" tomam as salas do País

Enfim, uma animação para crianças.Depois de uma onda de desenhos que os filhos tinham de levar ospais para ver (e o mais sintomático deles é Shrek), a Disneypõe em 250 salas de todo o País o delicioso Lilo & Stitch. Éuma animação mais tradicional e não só pela técnica: a históriado monstrinho que parece um gremlin e é criado para destruirdesenvolve um tema freqüente nos estúdios do velho Walt - adescoberta do amor e da família. A garotada vai amar e os paisvão divertir-se também, você vai ver.Na segunda, no embalo pós-Copa, a Fox põe em 475 salasStar Wars - Episódio 2: O Ataque dos Clones. É recorde dadistribuidora e, somado às salas de Lilo & Stitch, o númeroindica que os dois filmes, os principais lançamentos das férias,vão ocupar quase a metade do circuito exibidor brasileiro, emtorno de 1.600 cinemas, a maioria em shoppings. Outdoorsespalhados no Brasil inteiro anunciam que "o nosso baixinho (daFox) vai dar a maior força à seleção".O baixinho é Yoda, aquele serzinho estranho que, em OImpério Contra-Ataca, o segundo filme da segunda trilogia -primeira a ser feita -, ensinava que se pode mover o mundo sócom a força da imaginação. Yoda tem um combate decisivo em OAtaque dos Clones. Não se vexe de torcer por ele: no Festivalde Cannes, milhares de críticos e jornalistas de todo o mundobatiam palmas e aplaudiam como crianças. O Ataque dos Clonesé melhor do que A Ameaça Fantasma, que não era tão ruim. Onovo filme tem ação e efeitos (até demais), mas o melhor é oromance da senadora Amidala com Annakin Skywalker. NataliePortman e o estreante Hayden Christensen formam um belo casaljovem.Lilo & Stitch - Animação. Dir. Chris Sanders e DeanDeblois. EUA/2002. Dur. 89 min. Estréia amanhã.Guerra Nas Estrelas: Episódio 2 - O Ataque Dos ClonesAção. Dir. George Lucas. EUA/2002. Com Ewan McGregor, NataliePortman, Hayden Christensen, Samuel L. Jackson. Estréiasegunda-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.