Diretores da Miramax vão distribuir filme de Moore

Os irmãos Bob e Harvey Weinstein, concluíram hoje o acordo de compra e distribuição do novo documentário de Michael Moore, Fahrenheit 9/11, iniciado depois que a Disney declarou que sua subsidiária Miramax, da qual os Weinstein dão diretores, estava proibida de lançar o filme. De acordo com uma nota conjunta das duas empresas, os irmãos formaram a Fellowship Adventure Group, descrita como uma empresa com uma nova e especial proposta, para adquirir todos os direitos do filme, que recebeu a Palma de Ouro no Festival de Cannes deste ano, no último sábado. Eles também fizeram um acordo para assegurar que a Disney não se beneficie do filme que rejeitou. Qualquer lucro gerado pelo filme para a Miramax ou para Disney será doado para caridade, segundo a declaração.Os Weinstein reembolsaram a empresa pelos custos do filme, estimados hoje em US$ 6 milhões. Eles também serão responsáveis pelos custos de finalização do longa e todos os custos de marketing que ainda não foram pagos. Os planos para o acordo foram anunciados em 12 de maio, logo depois que Moore anunciou publicamente que a Disney tinha vetado seu filme. Os Weinsteins não fizeram comentários e Moore divulgou uma declaração de que ?era uma solução justa e equilibrada.?Fahrenheit 9/11 ataca as decisões do presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, após os atentados de 11 de setembro e relaciona o presidente à família de Osama Bin Laden. O diretor executivo da Disney, Michael Eisner, disse que a empresa ?não queria um filme no meio do processo político?, porque acreditava que seu público de parques temáticos e de diversão não se interessaria pelo longa.O polêmico Moore ganhou o Oscar de melhor documentário em 2002 por Tiros em Columbine, sobre o tiroteio em uma escola de ensino médio nos Estados Unidos e a política americana de controle de armas de fogo. O filme arrecadou US$ 21,5 milhões nas bilheterias, sendo o mais rentável documentário das história.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.