Tassio Marcelo/Estadão - 28/04/2005
Tassio Marcelo/Estadão - 28/04/2005

Diretor e jornalista Nelson Hoineff morre aos 71 anos

Seus documentários exploraram as duas faces da mesma moeda – o Brasil popular e o erudito

Luiz Carlos Merten, O Estado de S. Paulo

15 de dezembro de 2019 | 18h49

Jornalista, crítico de cinema, escritor, diretor. Nelson Hoineff, que morreu neste domingo, aos 71 anos, especializou-se em HDVT e novas tecnologias de distribuição de TV em Nova York, onde fez seu mestrado.

Dirigiu, entre outros documentários, Alô Alô Teresinha, sobre Chacrinha, e Caro Francis, sobre Paulo Francis. Foram como as duas faces da mesma moeda – o Brasil popular e o erudito. Começaria Tudo Outra Vez, sobre Cauby Peixoto, ficou meses em cartaz. E não se pode esquecer de Eu Pecador, sobre Agnaldo Timóteo.

A informação foi compartilhada pelas redes sociais do diretor e confirmada pela reportagem, embora ainda não esteja divulgada a causa da morte. O sepultamento está marcado para esta segunda-feira, 15, no Cemitério Israelita do Caju.

Tudo o que sabemos sobre:
Nelson Hoineffcinemajornalismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.