Diretor de "O Sexto Sentido" prepara outro susto

Depois de A Bruxa de Blair 2 ter se mostrado um fracasso de bilheteria, resta ao responsável pelo outro fenômeno assustador de 1999 conseguir emplacar seu novo trabalho. M. Night Shyamalan, que conquistou o mundo com O Sexto Sentido, volta com Unbreakable, em que se aprofunda ainda mais nos mistérios do desconhecido.Contando com a ajuda de Bruce Willis e Samuel L. Jackson, o indiano de 30 anos tem boas chances de repetir o sucesso de sua produção passada, que faturou US$ 500 milhões em todo o mundo.Shyamalan começou a trabalhar na idéia de seu novo filme quando ainda estava editando O Sexto Sentido. É ele o autor do roteiro, sobre um homem (Willis) que é o único sobrevivente de um acidente de trem em que dezenas de pessoas morrem. A vida dele é abalada quando um homem misterioso oferece uma explicação assustadora para a sobrevivência. Contar mais do que isso é estragar a surpresa.Assim como as pessoas "inabaláveis" que usou como ponto de partida para a história, o diretor encarou o projeto como um desafio: ele escreveu o roteiro em poucos dias, convenceu Willis e Jackson a atuar na fita e vendeu o projeto para a Touchstone Pictures com uma data definida de estréia (o feriado de Ação de Graças nos Estados Unidos, na semana que vem).Shyamalan também pesquisou o aspecto técnico de vários tipos de acidentes e histórias de pessoas que sobreviveram a catástrofes sem nenhum arranhão. Assim como em O Sexto Sentido, ele partiu de uma situação com a qual todo mundo pode se relacionar, a possibilidade de um acidente.Quanto ao clima de mistério, ele garante que conseguiu ir muito mais além. "O Sexto Sentido foi meu trabalho de formatura, enquanto esse é minha tese de mestrado", compara ele. "Eu consegui evoluir muito na teoria de direção que implementei no filme passado."Quem mais uma vez se deu bem foi Willis, que ganha um novo veículo para explorar um personagem diferente dos heróis de ação que marcaram sua carreira. "Queria dar a ele a chance de desenvolver um personagem ainda mais profundo e cheio de diferentes facetas", diz o diretor. No filme, ele é o homem comum, cheio de dúvidas e defeitos, abalado por um episódio inesquecível.Para criar ainda mais a identificação com a história, o site oficial da produção tem um teste para o usuário saber se é uma pessoa "inabalável". Por meio de histórias verídicas sobre sobreviventes de acidentes, o diretor especula sobre as similaridades entre as pessoas, em um intrigante jogo de possibilidades. O site ainda tem um bom documentário sobre a produção.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.