DiCaprio e Bar visitam Museu do Holocausto em Jerusalém

O ator americano Leonardo DiCaprio e sua namorada, a modelo israelense Bar Refaeli, visitaram nesta segunda-feira, 12, o Museu do Holocausto de Jerusalém que, depois de fechado ao público, abriu excepcionalmente suas portas ao casal.É o que informa a edição eletrônica do jornal Yedioth Ahronoth, segundo o qual DiCaprio mostrou especial interesse pela visita e saiu muito emocionado com a experiência. O astro teria feito inúmeras perguntas às autoridades do museu.A publicação acrescenta que o casal pretendia visitar o centro histórico de Jerusalém imediatamente após a visita ao museu.Desde domingo, quando desembarcaram em Israel, DiCaprio e Bar vêm sendo discretos, apesar da expectativa surgida em torno da chegada dos dois. Segundo jornais britânicos, uma foto dos dois, raramente flagrados juntos, vale cerca de US$ 3 mil, segundo alguns veículos.A primeira visita de DiCaprio a Israel, que acontece em companhia de sua namorada, despertou um interesse inusitado, tanto entre os israelenses como entre os meios de comunicação, cujos repórteres fazem vigília em frente à casa da modelo na cidade de Hod Hasharon, ao norte de Tel Aviv, desde sua chegada ao país.Na noite de domingo, um canal de televisão chegou a mostrar um helicóptero sobrevoando a residência da família de Bar, com a intenção de obter uma imagem do casal.A visita de DiCaprio e Bar a Israel aplacou os rumores sobre um distanciamento entre o ator e a modelo, já que nos últimos meses chegou a ser noticiado que eles, que namoram há um ano e meio, haviam rompido.Essas informações ganharam força, sobretudo, depois que DiCaprio foi sem Bar à cerimônia do Oscar e não compareceu à festa de aniversário da top realizada recentemente em Tel Aviv. A relação com o protagonista de Titanic transformou Bar em uma modelo muito solicitada no mundo todo. A imprensa se apressou em compará-la com a namorada anterior de DiCaprio, a top brasileira Gisele Bündchen, que hoje circula ao lado do jogador de futebol americano Tom Brady.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.