DiCaprio diz que pensou em parar de atuar após <i>Titanic</i>

O ator Leonardo DiCaprio, atualmente em grande destaque na mídia por conta da atuação em dois filmes que provavelmente estarão entre os indicados ao Oscar, Os Infiltrados e Diamante de Sangue (ambos em cartaz no Brasil), revelou que pensou em parar de atuar depois do sucesso de Titanic por temer ser considerado "apenas mais um rosto bonito".Titanic (1997), dirigido por James Cameron, consagrou-se como a maior bilheteira da história, com US$ 1,8 bilhão. Em entrevista à revista Newsweek, que chega às bancas dos Estados Unidos nesta segunda-feira, DiCaprio afirmou que passou muito tempo tentando se livrar de seus dias de "capa de revistas teens". "Era doloroso ser tratado como um objeto. Eu pensei em parar de atuar por um tempo", disse. "Aquilo mudou minha vida de várias maneiras, mas não posso negar que trouxe muitas oportunidades. Pela primeira vez, tive controle da minha carreira", acrescentou o astro, que disse amar o que faz. "Não existe forma de arte no mundo que tenha mais efeito, para mim".Os Infiltrados, de Martin Scorsese, é um remake do cultuado policial chinês The Infernal Affairs (Wu Jian Dao). O filme, que tem no elenco também Jack Nicholson e Matt Damon, traz DiCaprio no papel de Billy Costigan, um policial infiltrado em um grupo com a missão de desmontar a quadrilha. Scorsese foi premiado pela direção no Globo de Ouro, mas DiCaprio, que concorria na categoria melhor ator também por Diamante de Sangue, perdeu o prêmio para Forest Whitaker por O Último Rei da Escócia.Em Diamante de Sangue, de Edward Zwick, DiCaprio interpreta o mercenário Danny Archer, que deseja obter um diamante encontrado por um trabalhador, Solomon Vandy (Djimon Hounson), em um campo de mineração em Serra Leona, na África.Os indicados ao 79.º Oscar serão anunciados pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas na terça-feira. A cerimônia de premiação acontece no dia 25 de fevereiro, em Los Angeles.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.