Divulgação
Divulgação

'Diário de um Banana 2' fala de amizade para crianças

Além das dificuldades com a escola, o protagonista Greg terá que lidar com o irmão mais velho

REUTERS

15 de setembro de 2011 | 10h34

Há coisas que não fazem muito sentido no circuito de cinema brasileiro. A comédia infantil Diário de um Banana (2010) foi lançada direto em DVD, enquanto sua sequência bem mais fraca chega aos cinemas nesta sexta-feira.

Lançado apenas em cópia dublada, o filme se destina a crianças que estão, no máximo, entrando na adolescência. Aqui, vale a regra: quem tem idade suficiente para ir ao cinema sozinho, é velho demais para esse filme.

Se na primeira adaptação da série de livros infantis de Jeff Kinney, o protagonista Greg (Zachary Gordon) lidava com as dificuldades da escola, aqui seu grande problema é o irmão valentão, Rodrick (Devon Bostick), que vive para infernizar o menino e seus amigos.

No outro filme, Greg aprendia com seus próprios erros - não havia um antagonista, propriamente dito. Assim, a história trazia algo de novo, diferente. Agora, porém, segue a cartilha do gênero, com as brigas, as compreensões e uma família esquisita - como manda a regra.

Para a juventude de hoje, nada é mais assustador do que ser humilhado em público, e Greg passa por diversos momentos de constrangimento diante de seus colegas, como ser paparicado pelos pais (Rachael Harris e Steve Zahn) na frente da garota de quem gosta, Holly (Peyton List), ou ficar trancado do lado de fora de casa.

O maior problema, no entanto, é o irmão mais velho. Para criar um laço de amizade entre os dois filhos, os pais os forçam a passar algum tempo juntos. Quando eles viajam, os garotos dão uma festa e, nesse momento, até se cogita uma amizade. Mas, claro, isso acontecerá lá pela metade do filme, e muita briga ainda virá até a amizade incondicional se concretizar.

Diário de um Banana 2 é dirigido por David Bowers que, além do primeiro filme da série, já prepara o terceiro. Ele também tem no currículo a animação Astro Boy.

A comédia segue o mesmo nível do modelo da Disney - embora esta seja produzida pela Fox - sem qualquer vestígio de desconforto ou questionamento. Em outras palavras, é divertimento seguro para os pais levarem filhos pequenos. (Alysson Oliveira, do Cineweb)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.