"Deus É Brasileiro" estréia na sexta

Deus está cansado de cuidar da humanidade e decide tirar férias. Para isso, precisa de um santo para ocupar seu posto. O escolhido é Quinca das Mulas (Bruce Gomlevsky), um brasileiro. Este é o início da aventura de Deus, vivido por Antonio Fagundes, e seus companheiros de viagem Taoca, interpretado pelo novato Wagner Moura, e Madá (Paloma Duarte), na comédia Deus É Brasileiro.O filme de Carlos Diegues, inspirado no conto O Santo que Não Acreditava em Deus, de João Ubaldo Ribeiro, chega aos cinemas na sexta-feira, com pelo menos 130 cópias. O diretor, que também assina o roteiro, explica que apesar de falar de Deus, não se trata de um filme religioso. "Não há nenhuma intenção teológica ou religiosa", disse durante entrevista coletiva para divulgação do filme."Este Deus tem uma personalidade literária, não histórica, nem religiosa", explica Fagundes. Para ele, o fato do filme não atender a seitas ou conceitos tirou uma carga do personagem. "Foi mais fácil fazer Deus que Villa-Lobos", brinca.Deus é brasileiro é um filme de estrada. No conto original, o encontro de Deus e Taoca acontece na Baía de Todos os Santos, de onde eles partem para o continente. Na tela, a história percorre paisagens de Alagoas, Pernambuco e Tocantins, sempre na margem esquerda do rio São Francisco.O diretor Alagoano decidiu respeitar e promover uma série de particularidades da região. Com exceção de algumas participações especiais com de Stepan Nercessian, Hugo Carvana, Susana Werner e Toni Garrido, o elenco de apoio é formado por atores locais, escolhidos nos próprios Estados onde ocorreram as filmagens.As locações influenciaram também na escolha da trilha sonora. O começo do filme é ao som de Loa de Abertura, uma das canções interpretadas pelo também alagoano Djavan. Há gravações de Hermeto Pascoal, Luiz Gonzaga, Chico Sciense e Nação Zumbi, Lenine, Banda Ôxe, entre outros. O conjunto de músicos e atores do grupo Caçuá, de Alagoas, e a banda pernambucana Cordel do Fogo Encantado se destacam porque aparecem no filme, tocando suas músicas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.