Detidos em Londres atores de The Road to Guantanamo

Agentes de segurança britânicos prenderam dois atores que interpretaram terroristas na base americana de Guantánamo, segundo informe da polícia nesta terça-feira.As autoridades detiveram os atores Rizwan Ahmed e Farhard Harun para interrogatório de acordo com as leis anti-terror, quando os dois retornaram ao aeroporto Luton em Londres, voltando do Festival de Cinema de Berlim onde promoveram seu filme The Road to Guantanamo, que rendeu a Michael Winterbottom e Mat Whitecross o prêmio de melhor direção no Festival de Berlim.Segundo um comunicado emitido por Reprieve, um grupo de direitos humanos de Londres, Ahmed, de 23 anos, britânico descendente de paquistaneses, disse que um policial o xingou e tirou o celular de suas mãos quando ele tentou ligar para seu advogado e perguntou se ele havia se tornado ator pela a causa islâmica. O ator não pôde ser contatado para comentar o caso e de acordo com o comunicado não faria maiores afirmações sobre o incidente e que não prestaria queixa.Os atores foram detidos porque estavam viajando com detentos de Guantánamo e não por causa do filme, afirmou o porta-voz da polícia de Bedfordshire, e que todos foram liberados depois de uma hora. Segundo ele, se algum dos homens fizer uma queixa alegando maus tratos, a polícia iria investigar.A polícia também parou Shafiq Rasul e Rhuhel Ahmed, dois britânicos que foram detidos em Guantánamo. Nenhum dos dois comentou sobre o caso.The Road do Guatanamo conta a história de três homens da cidade de Tipton, que foram presos na base americana durante dois anos e depois liberados sob a alegação de que tudo não passou de um engano.

Agencia Estado,

21 de fevereiro de 2006 | 17h11

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.