Yoshikatu Tsuno/AFP
Yoshikatu Tsuno/AFP

Detalhes do divórcio de Angelina Jolie e Brad Pitt serão sigilosos

Ex-casal contratou um juiz particular para tomar as decisões legais e cuidar do processo de separação

AFP

10 Janeiro 2017 | 14h45

Angelina Jolie e Brad Pitt, que formavam o casal mais famoso de Hollywood, chegaram a um acordo para que os detalhes de seu divórcio sejam mantidos em sigilo.

Em um comunicado citado pela CNN, o ex-casal indicou um juiz particular, o que é permitido na Califórnia (Assinado acordos para que todos os documentos judiciais se mantenham confidenciais a fim de preservar o direito à privacidade dos filhos e da família, e a contratação de um juiz particular para tomar todas as decisões legais necessárias e facilitar a resolução dos assuntos pendentes).

Depois que Jolie, de 41 anos, apresentou o pedido de divórcio em setembro, citando diferenças inconciliáveis, os dois astros de Hollywood mergulharam numa disputa muito midiática sobre a custódia de seus seis filhos.

Jolie pediu a custodia total dos filhos, enquanto que Pitt, 53 anos, solicitou a custódia compartilhada.

Os dois, antes conhecido pelo apelido "Brangelina", se casaram em agosto de 2014, na França, mas já estavam juntos desde 2004.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.