Depois de <i>Titanic</i>, James Cameron anuncia novo filme

O diretor James Cameron, campeão de bilheteria graças a Titanic (1997), retorna às telas com o seu primeiro filme dramático em uma década, Avatar.A revista The Hollywood Reporter confirma nesta terça-feira o anúncio feito pelos estúdios Fox, produtores do filme e colaboradores de Cameron desde Aliens - O Resgate (1986).Cameron, que ficou conhecido também pelo longa O Exterminador do Futuro, começará em abril a filmagem da nova produção, com a qual volta ao mundo da ficção científica.O filme, em que Cameron trabalha há mais de uma década, conta a história de um ex-soldado ferido enviado contra sua vontade a um distante planeta, onde terá de lutar por sua sobrevivência.A estréia está prevista para meados de 2009. O diretor quer aproveitar ao máximo as possibilidades trazidas pelas novas tecnologias.AvatarEm Avatar, Cameron vai misturar imagens reais com animação produzida por computadores. A projeção tridimensional vai usar um novo formato digital que ele mesmo elaborou.O cineasta canadense é um sério defensor da projeção digital e há anos defende novas experiências no campo tridimensional. Em 2003, ele produziu o documentário Ghost of the Abyss, no qual o espectador explorava em 3-D os restos do verdadeiro Titanic, nas profundezas do Atlântico.Em Avatar, Cameron utilizará técnicas semelhantes às de Superman - O Retorno. Além disso, contará no departamento de efeitos especiais com os estúdios Weta Digital, de Peter Jackson, responsáveis pela trilogia O Senhor dos Anéis.O ator australiano Sam Worhington interpretará Jake Sully, o protagonista. A atriz de origem dominicana Zoe Saldana será a mocinha. Os dois assinaram contratos para a já prevista continuação de Avatar. A expectativa da Foz é iniciar uma nova franquia.TitanicAs expectativas são altas. Titanic, em 1997, fez um enorme no sucesso no mundo, consagrando-se como a maior bilheteira da história, com US$ 1,8 bilhão.Titanic também obteve um total de 11 prêmios no Oscar, entre eles o de melhor filme, melhor diretor e melhor canção para My Heart Will Go On, de Celine Dion. Foi o número mais alto da história do prêmio, empatado com Ben-Hur, de 1960. O longa conta a história de amor de Jack (Leonardo DiCaprio) e Rose (Kate Winslet) a bordo da viagem inaugural do navio Titanic, que acaba se chocando com um iceberg.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.