Denzel Washington, outra vez um homem da lei

O trabalho de Denzel Washington em Por Um Triz não é daquele tipo que vai ficar por muito tempo na cabeça do público - diferente das duas atuações que lhe renderam Oscar (Tempo de Glória e Dia de Treinamento). Mesmo assim, prende a atenção do público até o último minuto do filme. O longa do diretor Carl Franklin (Crimes em Primeiro Grau e O Diabo Veste Azul) aposta no carisma do premiado ator e em uma história cheia de reviravoltas emocionantes. Depois do Oscar em Dia de Treinamento, pela atuação como o corrupto policial Alonzo Harris, Denzel está de volta também como um tira cheio de ambigüidades morais, embora Matt Lee Whitlock ainda resguarde um pingo de decência, que acaba virando contra ele mesmo. Whitlock é amante de uma mulher casada - Ann Merai (Sanaa Lathan) que sofre de câncer. Para tentar salvá-la da doença, o policial abre mão de sua ética e "empresta" US$ 485 mil resgatados pela sua equipe de um grupo de traficantes. Mas um incêndio criminoso acaba matando Ann e o marido e, aos poucos, vai colocando o policial em evidência como o principal suspeito. No elenco, musa latina e galã de seriado da tevê americana. Eva Mendes é a esposa Alex Diaz Whitlock, a detetive que começa a desconfiar do marido a cada minuto da trama. A estonteante atriz ficou conhecida em Dia de Treinamento e + Velozes + Furiosos. Recentemente, ela terminou as gravações de Era Uma Vez no México, com Antonio Banderas e Johnny Depp.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.