Dennis Quaid processa farmacêutica por erro médico

Filhos gêmeos do ator receberam, no hospital, anticoagulante em dose mil vezes maior que a recomendável

ANSA,

07 de dezembro de 2005 | 13h05

O ator Dennis Quaid e sua esposa Kimberly Buffington entraram com uma ação contra uma companhia farmacêutica após seus filhos gêmeos recém-nascidos terem recebido por erro, no hospital, um anticoagulante em dose mil vezes maior que a recomendável.   O incidente ocorreu no hospital Cedar's-Sinai Medical Center de Los Angeles, onde as enfermeiras deram por engano aos dois bebês (e a um terceiro, internado na mesma ala) uma dose de heparina mil vezes mais forte do que a prescrita. Os recém-nascidos sobreviveram ao erro médico.   A ação dirige-se contra a companhia Baxter Healthcare Corp, acusada de negligência na confecção do produto: ampolas idênticas contêm doses muito diversas da substância, facilitando possíveis erros por parte dos profissionais da saúde.   Os dois gêmeos receberam por via venosa uma substância anticoagulante de dez mil unidades por mililitro em vez de 10 unidades por mililitro, como prescrito pelos médicos.   "A família Quaid é muito religiosa e está verdadeiramente convicta de que foram as orações do público que salvaram seus filhos", disse um porta-voz do ator.   Quaid pediu uma indenização de somente US$ 50 mil (R$ 100 mil) porque quer chamar a atenção para o problema, e não especular sobre o incidente, explicou um porta-voz.   "A questão é salvar outras crianças de conseqüências análogas e é importante que a companhia farmacêutica mude as embalagens", explicou o advogado do ator.

Tudo o que sabemos sobre:
Dennis Quaid

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.