Denise Fraga estrela "Cristina Quer Casar"

A vasta experiência na direção do quadro Retrato Falado, exibido pelo Fantástico até o dia 16, permitiu ao diretor Luiz Villaça ter um contato mais próximo com os problemas do cotidiano. Dois deles lhe chamaram mais a atenção, a solidão e o desemprego, e o inspiraram a dirigir a comédia romântica Cristina Quer Casar, filme que estréia nacionalmente hoje, em 35 salas. "É um retrato do cotidiano das pessoas que conhecemos e convivemos no dia a dia", explica Villaça, que novamente conta com a atriz Denise Fraga no papel principal. Ela interpreta Cristina, mulher que, enquanto procura um emprego, espera encontrar o grande amor. Na verdade, um marido bem colocado pode ser a resposta para os dois problemas.Ela busca ajuda na agência de casamentos de Chico (Marco Ricca), que indica uma série de pretendentes até surgir Paulo (Fábio Assunção), rapaz bonito e solitário. O provável casamento dos dois seria um ótimo negócio para Chico que, endividado, poderia aliviar suas dívidas ao realizar a festa do matrimônio. A história, porém, não segue conforme o previsto. "Acompanhei a elaboração do roteiro desde o argumento e essa foi a primeira vez em que trabalhamos com personagens tão próximos do cotidiano", comenta Denise. "Assim, quanto mais próximos da realidade, mais sentíamos a necessidade de dar cores aos personagens."Os detalhes, portanto, surgiram como dados decisivos. Cristina, por exemplo, tem o hábito de mexer em todos os objetos da mesa de Chico quando está na agência, revelando seu nervosismo. O colorido é reforçado também pelo elenco de apoio, especialmente por atores veteranos como Suely Franco, que interpreta Eunice, a mãe de Cristina, e Rogério Cardoso, que vive Walter, o dono de um bar com quem a moça tem uma amizade especial.O longa acompanha os problemas de uma série de personagens baseados em fatos reais. Em um determinado momento, quando são exibidos vídeos da agência de pessoas interessadas em encontrar um parceiro, Villaça utilizou depoimentos carregados de sinceridade. "Pessoas diversas foram convidadas a participar, mas, no momento em que câmera gravava, ouvimos histórias improvisadas mas muito reais", comentou o diretor.Rodado com baixo orçamento (R$ 2,5 milhões), Cristina Quer Casar foi praticamente filmado em estúdio, com algumas locações em São Paulo. O planejamento exigiu assim muitos dias de ensaios, o que facilitou um período curto de filmagem. "Quando chegamos para rodar as primeiras cenas, os personagens já estavam íntimos por conta da quantidade de ensaios", conta Denise. "O filme acabou ganhando, com isso, um bom acabamento."No papel de Cristina, a atriz pretende conquistar o público pela proximidade. "As pequenas histórias pessoais sempre fornecem material para enredos tocantes e muito interessantes", acredita.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.