Demi Moore é processada por assédio sexual

Demi Moore foi processada esta semana por assédio sexuale discriminação de um ex-empregado. A atriz foi acusada porLawrence Bass de abusar de sua posição de patroa e tratá-lo comoum pedaço de carne, como no filme Assédio Sexual, de 1994, em que a atriz perseguia o personagem de Michael Douglas.Bass tinha sido contratado para tratar da cadela da atriz, Daisy, em seu rancho no estado de Idaho. Em um encontro inicial, a atriz teria começado a acariciar a perna do sujeito, até ir "mais e mais para cima", disse ele ementrevista ao jornal nova-iorquino Daily News. Eledeu um chega-para-lá na estrela, que teria ficado irritada. Bass, que foi mordomo do magnata Hugh Hefner, dono do impérioPlayboy, disse que houve um incidente semelhante em outraocasião e que ele resolveu "colocar um fim na história".Depois de ser demitido, fez uma reclamação em uma comissão dedireitos humanos e oportunidades iguais de trabalho. Deindenização, ele pede quase US$ 200 mil. O sujeito disse que se sentiu no filme Assédio Sexual. Mas a atriz deveprocessá-lo também, por violar uma cláusula contratual de privacidade,porque ele deu a entrevista ao jornal. Demi Moore vai estar de volta às telas em 27 de junho no filme As Panteras 2, em que contracena com Rodrigo Santoro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.