Demi Moore e Michael Caine estrelam 'Um Plano Brilhante'

Filme é sobre roubo atípico, porém não é focado no golpe, e sim na relação dos 2 personagens

Alysson Oliveira, da Reuters,

08 de abril de 2010 | 12h50

Um Plano Brilhante, que estréia em todo o Brasil nesta sexta-feira, 11, é um filme de roubo atípico. Isso porque o centro da ação não é o golpe, e sim a relação entre os dois personagens vividos por Demi Moore e Michael Caine.  Veja também:Trailer de 'Um Plano Brilhante' Os dois já trabalharam juntos nos anos 1980, em Feitiço do Rio, no qual faziam pai e filha. Vinte e quatro anos depois, eles contracenam sob a batuta de Michael Radford (O Carteiro e o Poeta). Laura (Moore) é um caso raro no mundo das corporações. Em plena década de 1960, ela é a única mulher a ter um cargo de executiva na London Diamonds Corp. No entanto, fica frustrada quando é preterida em uma promoção. Quando acontece um escândalo envolvendo minas na África e a morte de vários funcionários da empresa, as relações da London Diamonds com os parceiros russos ficam tensas. Laura faz um plano para contornar a situação, mas não recebe créditos por isso. Pelo faxineiro Hobbs (Caine), ela descobre que está a um passo de ser demitida. Usando a raiva da funcionária contra a empresa, ele a convida a participar de um grande esquema de roubo. Caso dê certo, será o maior e o mais ousado já realizado. Neste ponto, Um Plano Brilhante aborda duas questões: sexismo e luta de classes. A personagem de Demi Moore sempre é passada para trás por ser mulher, embora muitas vezes se mostre mais inteligente do que seus colegas do sexo masculino. Já Hobbs enfrenta problemas por pertencer a uma camada social mais baixa. Ele prova, no entanto, que a sua esperteza pode ser uma boa forma de dar o troco. O filme caminha bem até a hora do roubo, com momentos muito bem arquitetados. Depois, perde um pouco de seu foco, centrando-se na relação entre Laura e um investigador vindo de fora da empresa (Lambert Wilson). Quem mais parece se divertir é o ator Michael Caine, retomando um gênero de filme que fez sucesso. Ele, como de costume, acaba roubando as cenas, tornando seu personagem mais interessante do que a protagonista, Laura.

Tudo o que sabemos sobre:
Um Plano BrilhanteestréiaDemi Moore

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.