Clay Enos/Warner Bros. Pictures/DC Comics
Clay Enos/Warner Bros. Pictures/DC Comics

Decepcionado por ‘Mulher Maravilha 1984’? Aqui estão seis dicas de ótimos filmes de super-heróis

Sequência da Mulher Maravilha recebeu críticas positivas e negativas. Mas existem muitas alternativas excelentes e divertidas, e muitas que nunca receberam a atenção que mereciam

Noel Murray, The New York Times

14 de janeiro de 2021 | 10h00

No mês passado, depois de postergar a estreia por conta do novo coronavírus, a Warner Bros. lançou Mulher Maravilha 1984, uma sequência do sucesso de 2017 Mulher Maravilha. O filme de ação-aventura teve um desempenho relativamente bom nas bilheterias (em lugares onde os cinemas estão funcionando), embora também esteja disponível, nos EUA e por tempo limitado, no serviço de streaming HBO Max.

Mas, em comparação com a resposta entusiástica ao primeiro filme Mulher Maravilha, a sequência gerou uma reação diversa, com alguns críticos e fãs de quadrinhos reclamando do enredo improvável do filme e da longa duração dele.

Então, para aqueles que se sentiram decepcionados com Mulher Maravilha 1984, aqui estão seis outras opções de produções com super-heróis (a maioria disponível nas plataformas de streaming brasileiras) — desde os amplamente amados e populares a filmes que nunca receberam as grandes bilheterias que mereciam.

As Aventuras de Rocketeer

  • Disponível no Disney+

O público que ia ao cinema ainda estava desenvolvendo um gosto por super-heróis em 1991, quando a Buena Vista Pictures de Walt Disney não conseguiu atrair multidões para essa aventura encantadoramente fora de moda. Baseado em uma história em quadrinhos pouco conhecida do ilustrador Dave Stevens, The Rocketeer é um filme ambientado em uma Hollywood dos anos 1930 repleta de ondas glamourosas e empreendedores otimistas - incluindo uma atriz super atraente chamada Jenny (Jennifer Connelly) e seu namorado piloto de acrobacias (Billy Campbell). O diretor, Joe Johnston, traz luz e energia ao enredo do filme de luta contra os nazistas - algo que ele faria novamente 20 anos depois com o poderoso Capitão América: O Primeiro Vingador.

Darkman - Vingança sem Rosto

  • Pode ser alugado ou comprado nas plataformas Apple TV, Google Play e Claro Video

Pouco mais de uma década antes de o diretor Sam Raimi se envolver com o blockbuster de 2002, Homem-Aranha, ele fez sua própria versão distorcida e censurada de um filme da Marvel Comics, sobre um cientista furioso motivado por uma tragédia a se tornar um justiceiro, disfarçado em uma pele artificial que se dissolve ao ser exposto à luz solar. Ancorado por uma performance animada de Liam Neeson (começando cedo nas telas como o "herói capaz em busca de sangue", persona que ele dominou nos últimos anos), Darkman combina elementos de antigos filmes de monstros da Universal, quadrinhos de super-heróis corajosos dos anos 1970 e comédia pastelão. Embora seja indicado para o público a partir de 17 anos e não seja apropriado para espectadores mais jovens, o filme é verdadeiramente original.

Fast Color

  • Ainda não disponível nas plataformas brasileiras

Em algumas das histórias mais assustadoras de super-heróis, os poderosos habitam entre nós no mundo comum, desprovidos de fantasias ou codinomes. Um dos mais conhecidos deles é Corpo Fechado de M. Night Shyamalan. Os cinéfilos que amam esse filme definitivamente deveriam acompanhar a roteirista e diretora Julia Hart em Fast Color. O filme é sobre uma família de mulheres que esconde suas habilidades extraordinárias de uma agência governamental que quer explorá-las. Julia e o corroterista e produtor Jordan Horowitz dão seu próprio toque a essa premissa de gênero clássico, concentrando-se nas relações humanas e pequenos momentos de admiração.

X-Men: Primeira Classe

  • Disponível no Disney+

A franquia de filmes X-Men e suas ramificações com Deadpool e Wolverine têm sido extremamente populares, mas inconsistentes. X-Men: Primeira Classe é o melhor do grupo porque não está envolvido em uma mitologia complicada. Em vez disso, a história começa no início de tudo, em 1962, quando dois jovens amigos mutantes com ideologias diferentes trabalham juntos para recrutar mais de sua própria espécie. O diretor Matthew Vaughn dá ao filme a elegância de um filme de James Bond, enquanto James McAvoy (como o professor Charles Xavier) e Michael Fassbender (como Erik “Magneto” Lehnsherr) lideram um elenco de craques em uma aventura repleta de intriga internacional.

Operação Big Hero

  • Disponível no Disney+

Dado que o gênero de super-heróis se tornou um fenômeno graças aos quadrinhos que manchavam nossos dedos de tinta, é uma pena que não tenha havido mais filmes de super-heróis animados de grande orçamento. O vencedor do Oscar Operação Big Hero é um bom exemplo de como as ilustrações exageradas de desenhos animados comuns em animações funcionam bem com a ação cinética e fantástica. O filme também é adequado para crianças, contando a história de um gênio adolescente temperamental que reúne um grupo de nerds experientes em tecnologia para ajudá-lo, junto com seu adorável super robô Baymax, para desvendar uma conspiração. Ao mesmo tempo fofo e visualmente deslumbrante, Operação Big Hero é uma história de super-herói à moda antiga repleta de positividade.

Aves de Rapina: Arlequina e Sua Emancipação Fantabulosa

Disponível no HBO Go e para compra e aluguel nas plataformas Google Play, Apple TV+ e Microsoft Store

Os apreciadores de quadrinhos decepcionados com Mulher Maravilha 1984 tiveram uma excelente alternativa no ano passado para sua dose de super-heroína da DC Comics. No spin-off de Esquadrão Suicida, Aves de Rapina, Margot Robbie repete seu papel como a deliciosamente maluca Harley Quinn de Gotham City, que une forças com algumas senhoras um pouco mais virtuosas em um confronto explosivo com um chefe da máfia local. A diretora Cathy Yan e a roteirista Christina Hodson preenchem o filme com linguagem chula, violência sangrenta e humor autorreferencial, argumentando que, embora heróis femininos fortes sejam ótimos, anti-heróis femininos fortes podem ser mais divertidos.

/ TRADUÇÃO DE ROMINA CÁCIA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.