Dreamworks
Dreamworks

De olho nos detalhes, Dreamworks espera que 'Abominável' agrade ao público chinês

Nova animação do estúdio baseada no Homem das Neves é adaptada em Xangai

Agências, AP

19 de setembro de 2019 | 18h56

Nova animação da Dreamworks, Abominável recebeu cuidado especial da produtora para que nenhum detalhe desagradasse ao público chinês. Isso porque a história, baseada na lenda do abominável homem das neves, se passa em Xangai, capital chinesa que foi estudada de maneira minuciosa antes de ganhar vida nas telonas. Animadores do país oriental auxiliaram na produção do longa dando dicas para a composição do cenário, recomendando de maneira prévia a retirada de lixeiras de metal da animação, uma vez que as mesmas não existem nas ruas da China. "Demorou diversas noites e fins de semana para trocar tudo, mas valeu a pena", disse a diretora Jill Culton.

A pressão para que tudo saísse perfeito em Abominável não é para menos. Com um potencial de público de 1 bilhão de pessoas, a China não possui uma protagonista nas animações de Hollywood desde Mulan, que não teve bom desempenho de bilheteria no país. Um dos objetivos da Dreamworks com o filme, feito em parceira com o estúdio chinês Pearl, é não repetir os mesmos erros que levaram a produção da Disney ao fracasso. Uma das teorias para o insucesso do clássico em terras chinesas foi o caso amoroso da personagem principal, o que teria desvirtuado a história do assunto principal, a guerra contra os hunos.

"Se você tentar desenhar Los Angeles e mora em Xangai, você provavelmente fará tudo errado. Então, se você vai fazer um filme que se passa na China, eu não conheço jeito melhor de trabalhar do que com alguém que mora e conhece a cultura do país", comentou Culton.

Abominável conta a história da pequena Yi, que vive na contemporânea Xangai e um dia encontra um jovem Yeti, monstro polar similar a um gorila que foge de um laboratório na capital chinesa. A partir daí, a protagonista embarca em uma aventura com o novo amigo para leva-lo de volta pra casa. A casa da heroína, bem como as comidas mostradas no filme, foram desenhadas de forma cuidadosa e agradaram os chineses nos primeiros testes de exibição. "O público achou que o filme foi feito na China, eles não acharam que se tratava de um trabalho estrangeiro", afirmou Peilin Chou, chefe de criação do Pearl que trabalhou anteriormente em Mulan.

Essa não é a primeira vez que produções hollywoodianas buscam trabalhar novos ambientes em suas animações. Viva - A Vida é uma Festa, de 2017, conta a história de um menino mexicano que deseja se tornar um músico de sucesso. A obra, feita em parceria entre Disney e Pixar, faturou cerca de 800 milhões de dólares, além de conquistar o Oscar de Melhor Filme de Animação, em 2018.

Abominável estreia no Brasil no dia 26 de setembro.

 

 

Tudo o que sabemos sobre:
DreamWorksanimaçãocinema

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.