Tyrone Siu|Reuters
Tyrone Siu|Reuters

De Niro e DiCaprio disputam papel em curta "The Audition", de Scorsese

Com participação de Brad Pitt, filme foi lançado na terça (27) na abertura do resort Studio City, em Macau

Agência Reuters

27 Outubro 2015 | 17h23

Pesos-pesados de Hollywood, os atores Robert De Niro e Leonardo DiCaprio já estrearam vários filmes de Martin Scorsese, mas agora o diretor veterano lançou seus dois colaboradores um contra o outro em "The Audition", no qual disputam o mesmo papel.

O filme de 15 minutos, um curta-metragem de milhões de dólares feito para divulgar a abertura do novo cassino do grupo Melco Crown Entertainment em Macau, mostra Scorsese, De Niro e DiCaprio interpretando a si mesmos, e até Brad Pitt faz uma participação.

Originalmente agendado para ser exibido no Festival Internacional de Cinema de Veneza em setembro, "The Audition" estreou nesta terça-feira quando o resort Studio City, inspirado em Hollywood, abriu as portas.

"A premissa desta competição foi muito bem-humorada para nós dois, porque ambos fizemos muitos filmes com o senhor Scorsese", disse DiCaprio em entrevista coletiva. "Então como seria se nós dois aparecêssemos neste cassino; estamos competindo pelo mesmo papel, mas ainda não sabíamos."

Scorsese, consagrado por filmes como "Os Bons Companheiros" e "Gangues de Nova York", contou ter escrito o roteiro com Terence Winter, seu colaborador em "O Lobo de Wall Street".

"Um curta é ainda mais difícil de certa maneira, porque tem que ser um filme. Tem que ser algo que seja um prólogo de uma obra maior, tem que estar contido em si mesmo", afirmou.

"Todos nós participamos e tivemos estas ideias... e filmamos cinco dias seguidos. Também tentamos fazer com que fosse intensamente... não biográfico, mas baseado na realidade e com humor sobre nós mesmos."

Orçado em 3,2 bilhões de dólares, o Studio City é o terceiro cassino de Macau, território pertencente à China.

(Reportagem de Reuters TV)

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.