Divulgação
Divulgação

Daryl Hannah confirma 'Kill Bill 3'

Segundo a atriz, que interpretou a vilã sanguinária nos primeiros filmes da trama, terceiro longa deve sair em 2014

EFE,

08 Abril 2011 | 11h15

ESPANHA- A atriz americana Daryl Hannah confirmou nesta quinta-feira, 7, a filmagem da terceira sequência da saga Kill Bill, do diretor Quentin Tarantino, e contou que o roteiro contará com duelos entre a filha da protagonista, a Noiva, e da filha de sua inimiga, Cabeça de Cobre.

 

Hannah foi a estrela internacional convidada para inauguração da Mostra de Cinema de Valência, Espanha, que em sua 32ª edição, a segunda dedicada ao cinema de ação e aventura,  homenageia a artista.

 

Uma das atuações mais conhecidas da atriz é a de Kill Bill, em que interpreta Ellen Driver, uma assassina sanguinária. A personagem deve voltar às telas de cinema em 2014, ano previsto para a estreia da terceira sequência da saga de ação que apontou Uma Thurman como heroína justiceira.

 

Em entrevista coletiva, Hannah não revelou detalhes sobre o próximo filme, porque o próprio Tarantino não sabe ainda se o projeto incorporará recursos de animação ou outra tecnologia.

 

A atriz explicou que Tarantino adiou a continuação de Kill Bill, cujos dois volumes estrearam em 2003 e 2004, porque esperou que as personagens filha da Noiva e a filha de Cabeça de Cobre, "fossem suficientemente mais velhas para poderem serem inimigas".

 

Segundo Hannah, a filha da inimiga, Nikki Green (Ambrosia Kelley), vai querer enfrentar a filha da Noiva porque presenciou a morte de sua mãe pelas mãos da personagem de Uma Thurman no primeiro filme Kill Bill, quando tinha apenas quatro anos.

 

"Filmar com Quentin (Tarantino) é a melhor experiência que um ator pode ter porque é como ir a uma escola de cinema. Ele sabe tudo de qualquer filme que se tenha feito". Além disso, acrescenta, "sua felicidade é contagiante".

 

A homenageada da Mostra confessou que fazer cinema foi para ela "um sonho que se tornou realidade" e que o melhor que a profissão lhe deu foi a possibilidade de "se perder em um mundo imaginário, viajar para muitos lugares e viver diferentes vidas".

 

Daryl Hannah, que se formou como produtora, prepara um documentário e vai dirigir "uma pequena série de comédia", apesar de reconhecer que a direção de cinema é "difícil e tira muito tempo".

Mais conteúdo sobre:
Kill BillTarantinoDaryl Hannah

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.