Danny Glover pede proibição de minas terrestres

O ator Danny Glover disse hoje que o mundo deveria banir as minas terrestres porque "nenhuma arma deveria manter viva uma guerra sozinha". Glover, embaixador da boa vontade da agência infantil da ONU, chegou hoje na Etiópia onde visitaria uma área em que muitas minas foram colocadas durante os dois anos e meio de guerra do país com a vizinha Eritréia, na qual milhares de pessoas foram mortas.O objetivo de sua visita é salientar o impacto negativo das minas e avaliar o progresso em implementar a Convenção de Ottawa, de 1997, que pede que as minas sejam banidas e destruídas. "Nós temos que livrar o mundo das minas terrestres", disse Glover em uma declaração divulgada antes de sua visita. "Elas matam pessoas inocentes. Nenhuma arma deveria manter viva uma guerra", disse Glover, de 57 anos, em sua primeira visita como embaixador da boa vontade. O ator de mais de 60 filmes, como A Cor Púrpura e a série Máquina Mortífera também vai se encontrar com políticos e sobreviventes de acidentes com minas. Mais de 140 países já assinaram e ratificaram a Convenção de Ottawa, mas 42 continuam fora do tratado, inclusive a China, a Rússia e os Estados Unidos.

Agencia Estado,

24 de novembro de 2004 | 17h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.