Daniel Schmid abre no Rio mostra de cinema suíço

O cineasta suíço Daniel Schmid chega amanhã ao Rio de Janeiro para participar do Festival do Cinema Suíço, promovido com apoio da organização cultural suíça Pro Helvetia e o Centro Cultural do Banco do Brasil. A mostra é dedicada ao cinema suíço dos anos 90 e tem como título "A Busca de Identidade numa Sociedade Multicultural".Daniel Schmid, um dos maiores cineastas do país, vai mostrar seu último filme Beresina ou Os Últimos Dias da Suíça, uma controvertida sátira sobre a Suíça que estreou no Festival de Locarno.Diversos filmes de Schmid já foram exibidos na Mostra de Cinema de São Paulo, entre eles A Face Escrita, sobre o teatro kabuki japonês. Com 60 anos, Schmid fez seus estudos de cinema na Alemanha. Lá, conheceu Rainer Werner Fassbinder, com quem trabalhou como ator em O Mercador de Quatro Estações e Lili Marleen.Na mostra no Rio, serão exibidos filmes de dois outros cineastas conhecidos no Brasil, Alain Tanner e Richard Dindo, já participante da mostra paulistana. Os filmes suíços, 24 no total, serão exibidos do dia 3 ao 15 de maio.A Busca de Identidade numa Sociedade Multicultural - De 3 a 15 de maio, no cinema do Centro Cultural do Banco do Brasil do Rio de Janeiro. Rua Primeiro de Março, 66. Tel: (21) 3808-2020.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.