AP
AP

Daniel Craig diz que preferiria cortar os pulsos a ter de interpretar 007 de novo

Este é o 24º filme da franquia com o agente James Bond e deve estrear no começo de novembro no Brasil; veja o trailer

Michael Roddy, Reuters

08 Outubro 2015 | 11h43

Daniel Craig, o ator britânico que vai aparecer pela quarta vez como James Bond, em 007 Contra Spectre – cujo lançamento será no começo de novembro aqui no Brasil –, disse em uma entrevista que preferiria cortar os pulsos do que interpretar de novo o agente secreto.

"Preferiria quebrar esse vidro e cortar os pulsos", disse Craig, de 47 anos, à revista britânica de entretenimento Time Out, quando perguntado durante um café da manhã se iria se prontificar novamente para o papel.

"Não, não no momento. De modo algum. Isso está bom. Superei isso no momento. Tudo o que quero fazer é seguir em frente", disse Craig na entrevista postada no site da Time Out esta semana.

A revista diz que a entrevista foi realizada em julho, logo depois de ele terminar o trabalho no 24º filme de James Bond.

Craig disse que é muito duro preencher as expectativas que a imagem de Bond tem de projetar, e que ele deu tudo de si no mais recente.

 

Mais conteúdo sobre:
cinema James Bond

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.