"Dancer in the Dark": quem não gostar, não paga

Uma promoção diferente chegou aos cinemas britânicos. Depois de uma série de críticas negativas e um boca-a-boca não muito promissor para o filme Dancer in the Dark, de Lars von Trier a distribuidora britânica FilmFour resolveu garantir o dinheiro de volta de quem assistir a pelo menos 30 minutos (e não gostar) da produção. A promoção é válida apenas na Inglaterra e na sexta-feira. Dancer in the Dark levou a Palma de Ouro no Festival Internacional de Cinema de Cannes, na França, em maio, e rendeu o prêmio de melhor atriz para a cantora Björk.

Agencia Estado,

26 de setembro de 2000 | 14h13

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.