Curtas brasileiros vão a festival de cinema gay

Três curtas brasileiros e dois documentários nicaragüenses são os únicos representantes latino-americanos do festival de cinema gay de São Francisco, nos Estados Unidos, este ano em sua 26.ª edição. Jennifer Morris, co-diretora do evento, lamentou uma participação latina tão tímida. Do Brasil, chegam Fantasia e Exibição, de Markus Ribeiro, e As Aventuras dos Superpoderosos, de Julia Jordão e Lico Queiroz. Da Nicarágua, aparecem Novela, Novela e Sexto Sentido. Outros 31 países pariticipam da edição 2002 do evento, passando por Irã, Mianmá e Coréia do Sul. Ao todo, serão exibidos 80 longas e 209 curtas-metragens, entre 13 e 30 de junho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.