Curta brasileiro ganha prêmio em Cannes

'Muro', do diretor Tiao, foi considerado 'o mais audaz' dos onze selecionados para a Quinzena dos Produtores

Efe,

08 de maio de 2024 | 12h40

O curta-metragem brasileiro Muro, do diretor Tiao, ganhou neste sábado, 24, o prêmio "Un Regard Neuf" de Neuf Cegetel no Festival de Cannes, na França. O filme foi considerado pelo júri como "o mais audaz" dos onze selecionados para a Quinzena dos Produtores.   Veja também: Acompanhe a cobertura no blog do Merten   Teste seus conhecimentos sobre o Festival de Cannes    Entre os dez atores do curta de 18 minutos, rodado em português, estão Inae Verissimo, María Nadir, José Humberto, Renata Lima e Antonio Edson. A fotografia é de Pedro Urano. O filme apresenta uma perspectiva da alma e do vazio como um "deserto em expansão."   É o segundo curta-metragem do diretor, um dos fundadores da produtora brasileira Trincheiral. Em seu primeiro - Einsenstein (2006) - ele trabalhou com seus colegas Leonardo Lacca e Raúl Luna.   Apesar de ser uma seção não competitiva, diferentes organismos patrocinadores do festival e "outras iniciativas exteriores" distribuiram neste sábado vários prêmios da Quinzena, informou um comunicado. O primeiro da lista era Muro, seguido do prêmio "Regard Jeunes 2008" para o longa-metragem Eldorado, de Bouli Lanners.

Tudo o que sabemos sobre:
Cannescurta-metragem

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.