Críticos de Los Angeles premiam drama com Daniel Day-Lewis

"There Will Be Blood", um drama deépoca sobre a ascensão e queda de um aventureiro que pesquisajazidas de petróleo, recebeu três troféus importantes,incluindo o de melhor filme do ano, da Associação de Críticosde Cinema de Los Angeles no domingo. O protagonista do filme, Daniel Day-Lewis, recebeu o prêmiode melhor ator, e Paul Thomas Anderson levou o de direção. O troféu de melhor atriz foi entregue a Marion Cotillardpelo papel da cantora francesa Edith Piaf em "Piaf -- Um Hinoao Amor". Vlad Ivanov ficou com o troféu de melhor ator coadjuvantepelo papel no drama romeno "4 Meses, 3 Semanas e 2 Dias", quetambém foi considerado o melhor filme em língua estrangeira. O prêmio de melhor atriz coadjuvante foi entregue a AmyRyan por suas atuações nos policiais "Medo da Verdade" e"Before the Devil Knows You're Dead". "There Will Be Blood", cuja estréia em circuito limitadonos EUA se dará em 26 de dezembro, traz Day-Lewis comopesquisador petrolífero que faz fortuna na Califórnia na viradado século passado. Paul Thomas Anderson, célebre pela saga pornô "BoogieNights -- Prazer Sem Limites", baseou seu roteiro no romancedos anos 1920 "Oil!", de Upton Sinclair. "Blood" foi citadotambém pelo design de produção de Jack Fisk. Os próximos anúncios a serem feitos na agenda de premiaçõessão as escolhas do Círculo de Críticos de Cinema de Nova York,na segunda-feira, o Critics Choice Awards, na terça, e asindicações para o Globo de Ouro, na quinta-feira. (Por Dean Goodman)

REUTERS

07 de dezembro de 2010 | 11h30

Tudo o que sabemos sobre:
FILMECRITICOSDAYLEWIS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.