Cristãos da Tailândia pedem proibição de O Código Da Vinci

Uma coalizão de grupos cristãos pediu ao Comitê de Censura da Tailândia que proíba a exibição nos cinemas do país do filme O Código Da Vinci por acreditar que ele fere a dignidade cristã e distorce o que diz a Bíblia.O pedido foi feito pelos grupos Conselho Cristão, União Cristã, União Batista e Fundação Adventista do Sétimo Dia, na véspera da estréia nos cinemas de Bangcoc do polêmico filme. O general Phanomsak Thangthong, chefe do departamento de censura da polícia, informou que o pedido foi remetido ao Comitê para que tome uma decisão.Os cristãos representam menos de 1% dos cerca 63 milhões de habitantes da Tailândia, país de maioria budista. O filme baseado no livro de mesmo título tem sido recebido com protestos por grupos cristãos de outros países asiáticos, como Filipinas e Coréia do Sul.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.