Crianças de todo planeta elegem oa melhores filmes

François Truffaut disse certa vez que, se não for o mais importante, o Festival de Cinema de Giffoni é pelo menos o mais necessário. A declaração sobre o evento que recruta crianças e adolescentes de vários cantos do planeta para avaliar filmes infanto-juvenis rendeu uma homenagem ao diretor francês. Truffaut dá nome ao prêmio concedido todos os anos a uma personalidade do cinema, entregue pela organização do festival realizado em Giffoni, província de Salerno situada no sul da Itália. ?Diferentemente dos adultos, as crianças reagem mais afetuosamente aos filmes??, disse o ator inglês Sir Ian McKellen, agraciado com o troféu Truffaut na 33ª edição do evento, encerrado neste último final de semana.Com mais de 40 anos de carreira como ator nos palcos e nas telas, com destaque para os papéis shakespearianos, McKellen ganhou recentemente o status de movie star entre o público infantil e adolescente. ?Algumas crianças que me abordam nas ruas, acreditam estar falando com Galdalf??, contou o ator, referindo-se ao mago da Terra-média, o personagem que ele interpreta na trilogia O Senhor dos Anéis (cuja terceira parte, O Retorno do Rei, tem previsão de estréia no Brasil em 25 de dezembro). ?As crianças e adolescentes que conheci em Giffoni podem ser os críticos de amanhã. Só espero que eles não percam o encantamento e passem a torcer contra os filmes, como a maioria dos críticos que conheço??, afirmou o ator de 64 anos, em entrevista realizada no Monastério San Francesco, de Giffoni. McKellen foi um dos convidados do festival, cujo júri desta edição foi formando por cerca de mil espectadores com idade entre 6 e 19 anos ? vindos de diferentes cidades italianas e mesmo outros países (como Espanha, Alemanha, França, Bélgica, EUA, Turquia, Tunísia, Austrália, Palestina, Israel, Irã etc). A cidade de apenas 11 mil habitantes ainda recebeu os atores americanos Juliette Lewis e Jon Voight e os italianos Pupi Avati, Paolo Virzi (diretores) e Claudio Amendola (ator), entre outros. Todos os convidados reuniram-se com as crianças e os teens (sempre identificados com camisetas vermelhas) para debate e autógrafos após as sessões de filmes. ?Só incluímos as produções que não subestimam a inteligência ou a necessidade de estímulo intelectual da garotada??, disse o diretor artístico do evento, Claudio Gubitosi, que assistiu a mais de mil títulos para chegar à seleção de 2003.A premiação refletiu a preferência do público infanto-juvenil presente, hospedado pela organização em casas de famílias italianas. A exemplo dos grandes festivais do mundo, como Cannes que entrega a Palma de Ouro, o Leão de Ouro de Veneza ou o Urso de Ouro de Berlim, Giffoni entrega anualmente o Grifone de Ouro (animal com cabeça e asas de pássaro e corpo de leão). Na opinião do júri da mostra Free to Fly (entre 12 e 14 anos) venceu Wondrous Oblivion (Inglaterra), de Paul Morrison. Os jurados da seção Y Generation (entre 15 e 19 anos) escolheram One-Way Ticket to Mombasa(Finlândia), do diretor Hannu Tuomainen. AAA Achille (Itália), do diretor Giovanni Albanese, saiu vitorioso da mostra First Screens (de crianças entre 9 e 12 anos). Da seção Kidz, composta de curtas-metragens para espectadores mirins entre 6 e 9 anos, o título mais votado foi Heterogenic (Itália), de Raimondo della Calce e Primo Dreossi. Ao longo de oito dias de maratona cinematográfica, foram exibidos mais de cem títulos, entre curtas e longas-metragens (dentro e fora da competição). A programação artística de Giffoni ainda incluiu teatro de fantoche, grupos de dança, jogos, exposições e concertos ao ar livre. Até o brasileiro Jorge Ben Jor apresentou-se no palco do Arena, sacudindo a platéia com hits como Mas que Nada, País Tropical e Fio Maravilha. ?Nunca me diverti tanto??, comemorou o garoto Pablo, de 9 anos, vindo de Barcelona. Durante a estadia, o menino só estranhou um hábito da população local. ?Os italianos comem demais. Eu mal acabava um prato e a nossa anfitriã colocava mais comida na mesa.??

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.