Criador de Asterix veta nova versão para o cinema

O desenhista Albert Uderzo, parceiro do escritor René Goscinny na criação dos heróis gauleses Asterix e Obelix, vetou um terceiro filme inspirado em seus quadrinhos. Apesar do sucesso de Asterix e Obelix contra César e Asterix e Obelix - Missão Cleópatra, Uderzo disse não ao diretor Gerard Jugnot, que estava preparando a adaptação de Asterix na Hispânia. Segundo o Le Parisien, Uderzo ficou insatisfeito com o segundo filme da série.Os dois primeiros filmes contaram com Christian Clavier no papel de Asterix e Gérard Depardieu como Obelix. Tiveram ainda as participações especiais de Roberto Benigni e das beldades Monica Bellucci (Cleópatra) e Laetitia Casta (Falbalá).O primeiro deles, dirigido por Claude Zidi, estourou nas bilheterias de todo o mundo em 1999. Só na França, levou quase 9 milhões de pessoas aos cinemas. Tal desempenho levou o produtor Claude Berri a bancar em 2002 um segundo filme ainda mais caro e espetacular. Mais uma vez, os resultados deram razão a Berri: Asterix e Obelix - Missão Cleópatra entrou para a história como a produção mais cara do cinema francês (quase US$ 50 milhões) e de maior público, mais de 14 milhões de espectadores só nos primeiros meses.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.