Costa-Gavras dirige "O Vigário"

Depois de quatro anos sem filmar, o polêmico diretor greco-francês Costa-Gavras (Z, Estado de Sítio) está com outra bomba nas mãos: O Vigário, drama inspirado na peça homônima de Rolf Hochhut. A obra teatral causou um verdadeiro escândalo em no mundo todo, em 1963, pois acusava o papa Pio XII de ter guardado um silêncio cúmplice a respeito do nazismo durante a 2ª Guerra Mundial, e assim não ter condenado o Holocausto. O último filme que Costa-Gavras dirigiu foi O Quarto Poder, com Dustin Hoffman, lançada em 1997, que apesar de cutucar a imprensa não causou maiores estardalhaços.O novo filme será produzido pela Renn Productions, a mesma de Asterix e Obelix contra César, que arrebentou as bilheterias francesas ano passado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.