Abdeljalil Bounhar/AP - 24/11/2008
Abdeljalil Bounhar/AP - 24/11/2008

Corte suíça rejeita apelação e mantém Polanski preso

Tribunal diz que liberação do cineasta com pagamento de fiança representaria risco de fuga

Agência Estado e Associated Press,

20 de outubro de 2009 | 09h09

A Corte Criminal Suíça não atendeu a apelação de Roman Polanski para que ele fosse liberado da prisão. O tribunal entendeu que a liberação do cineasta mediante o pagamento de fiança e sua prisão domiciliar representariam risco de fuga. A decisão é mais um revés para o diretor de 76 anos, condenado nos Estados Unidos e considerado um fugitivo pelas autoridades de Los Angeles.

A corte suíça informou que Polanski tem a opção de apelar do veredicto ao mais alto tribunal do país. Ele também pode tentar persuadir o Ministério da Justiça a liberá-lo. Polanski pode ser extraditado para os EUA sob acusação de ter feito sexo com uma garota de 13 anos, em 1977. Ele foi detido em 26 de setembro, ao chegar a Zurique para receber um prêmio de um festival de cinema.

Tudo o que sabemos sobre:
PolanskiprisãoSuíçaapelação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.