AFP
AFP

Corte de Paris aprova exibição de filme de Terry Gilliam em Cannes

Festival será encerrado com 'O Homem que Matou Dom Quixote', em 19 de maio

Ansa

09 Maio 2018 | 12h48

A Corte de Paris decidiu nesta quarta-feira, 9, que o filme O homem que matou Dom Quixote, do diretor britânico Terry Gilliam, será exibido no encerramento da 71ª edição do Festival de Cannes, no próximo dia 19 de maio. "Estamos muito felizes por anunciar que Terry Gilliam e o seu filme O Homem que Matou Dom Quixote estarão no Festival de Cannes em 19 de Maio para encerrar o festival. O juiz disse SIM", diz um comunicado publicado na conta oficial do filme no Twitter.

A decisão rejeita o pedido feito pelo ex-produtor Paulo Branco, da empresa Alfama Films, antiga produtora do projeto de Gilliam, que recorreu à Justiça para proibir a exibição do filme porque, na sua opinião, "viola os direitos de divulgação da obra".

No entanto, a organização do festival garantiu que não agiu superficialmente quando decidiu incluir o longa na seleção oficial e acusou Branco de proceder com "intimidações e afirmações difamatórias tão irrisórias como grotescas". A briga pelos direitos do filme, rodado na Espanha e em Portugal, foi ocasionada após o projeto chegar a contar com a produção de Branco em 2016, mas ter a parceria encerrada por Gilliam por alegar "problemas de financiamento".

Na ocasião, o diretor pediu a anulação do contrato, mas em 2017, um tribunal de Paris determinou que o acordo era válido. Segundo Branco, a exploração e utilização das imagens do filme não podem existir sem o acordo prévio da Alfama Films.

O homem que matou Dom Quixote remonta a 1989 e é uma adaptação livre de Dom Quixote, de Miguel de Cervantes. 



 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.