"Corpo Fechado" não consegue convencer

Vamos direto ao ponto: Corpo Fechado é a reciclagem inferior de O Sexto Sentido. Estão lá Bruce Willis, o garoto, o clima levemente fantástico, etc. Como o primeiro deu certo, a cópia também daria. Esse é o pressuposto. E parece que nos Estados Unidos funcionou mesmo.Vejamos por aqui. O público que assistiu à pré-estréia pareceu decepcionado, principalmente pelo final - usemos um eufemismo - inconvincente. E quando se vai ao cinema com um grupo de adolescentes e estes comentam que o filme é "infantil", melhor prestar atenção, porque talvez até a indústria tenha errado a mão e passado dos limites em sua prática de subestimar o espectador. Enfim, a esta altura do campeonato o leitor já deve saber que Bruce Willis é o herói da história, um tipo que parece imune a qualquer acidente e a qualquer doença. Indestrutível. Seu partner, seu oposto, é Samuel L. Jackson, que já nasceu com vários ossos partidos, e na escola ganhou o apelido de "Senhor Vidro". Frágil como porcelana chinesa. Além disso, tornou-se especialista em histórias em quadrinhos. Acha que elas são a versão contemporânea de antigos mitos, o do super-herói e do vilão, etc. Tenta convencer Willis, empregado em uma firma de segurança, que ele tem um destino maior nesta Terra. Com boa vontade (e boa vontade tornou-se virtude fundamental quando se vai ao cinema hoje em dia), você pode buscar uma entrada para o filme. Digamos assim: M. Night Shyamalan, o indiano esperto de O Sexto Sentido, procura mimetizar o ambiente das HQs, de que fala o filme. Nos gibis, em geral, simplicidade, maniqueísmo e pouco caso com a verossimilhança dão o tom. Estão na essência da coisa. Fazem parte do jogo, a não ser nas versões mais sofisticadas, nas graphic novels de Hugo Pratt, Manara, Frank Miller, Will Eisner. Estes fazem contos visuais modernos, que dialogam com a cultura como um todo. Não é bem o caso. Mesmo o apelo para o mundo das HQ parece não passar de mais um chamariz, falso, para adolescentes, o público-alvo único do cinemão comercial. Mas parece que eles não estão se deixando enganar com tanta facilidade. Enfim, veremos.

Agencia Estado,

18 de janeiro de 2001 | 18h38

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.