"Contra Todos" e "Vida de Menina" vencem o Festival do Rio

O 6.º Festival do Rio foi encerrado na noite desta quinta-feira, no Cine Odeon BR (Rio de Janeiro), com o anúncio dos filmes vencedores segundo o júri oficial e o público. Contra Todos, do estreante Roberto Moreira, foi eleito pelo júri presidido pelo cineasta Ruy Guerra como melhor longa-metragem de ficção. E o público escolheu Vida de Menina, da paulista Helena Solberg, o melhor longa nacional exibido no festival.A cerimônia de premiação foi apresentada pela jornalista Renata Boldrini, apresentadora do programa Cineview, do canal Telecine (NET/Sky). Compuseram o júri oficial, além de Guerra, o cineasta Alain Fresnot, a atriz Dira Paes e Laurent Jacob, responsável pela seleção do Festival de Cannes. O voto popular levou em conta a opinião das platéias da Première Brasil.Além dos troféus, os filmes eleitos pelo público receberam prêmios em dinheiro oferecidos pelo Cinemark que totalizaram R$ 60 mil. Outros R$ 20 mil foram doados em equipamentos pelo Prêmio Quanta aos três filmes escolhidos pelo júri. A Labocine também deu prêmios em serviços aos eleitos pelos jurados, nos mesmos valores do Quanta.Durante 15 dias, o Festival do Rio exibiu 347 filmes (48 brasileiros) em 1266 sessões para 230 mil pessoas. O evento foi patrocinado pela Prefeitura do Rio e pela Petrobras. Para os organizadores, o festival firmou-se este ano ?como o maior e mais charmoso festival de cinema da América Latina?.Os espectadores cariocas que perderam o festival ainda têm a oportunidade de assistir à repescagem, que começa nesta sexta-feira e vai até a próxima quinta (14/10). Os filmes (nenhum deles está entre os premiados) serão exibidos no Espaço Unibanco (R. Voluntários da Pátria, 35). Confira a programação.Veja a lista de todos os premiados no Festival do Rio 2004:JÚRI OFICIALMelhor longa-metragem de ficção Contra Todos, de Roberto Moreira Prêmios Quanta e Labocine: R$ 20 milMelhor documentário de longa-metragem Estamira, de Marcos Prado Prêmios Quanta e Labocine: R$ 12 milMelhores curta-metragens O Jaqueirão do Zeca, de Denise Moraes e Ricardo Bravo Quero Ser Jack White, de Charly Braun Prêmios Quanta e Labocine: R$ 4 mil (cada filme)Melhor direção Lúcia Murat, por Quase Dois Irmãos Melhor ator Flávio Bauraqui, por Quase Dois Irmãos Melhor atriz Silvia Lourenço, por Contra TodosPrêmio especial do júri Soldado de Deus, de Sérgio SanzJÚRI POPULARMelhor longa-metragem de ficção Vida de Menina, de Helena Solberg Prêmio Cinemark: R$ 30 milMelhor documentário de longa-metragem Fábio Fabuloso, de Antonio Ricardo, Pedro Cezar e Ricardo Bocão Prêmio Cinemark: R$ 20 milMelhor curta-metragem Nada a Declarar, de Gustavo Acioli Prêmio Cinemark: R$ 10 mil

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.