"Contra a Parede" é boa surpresa da Mostra

Contra a Parede, vencedor do Urso de Ouro no último Festival de Berlim, é uma ótima opção para os cinéfilos que acompanham a Mostra. Quarto longa-metragem do jovem turco-alemão, Faith Akin (de 31 anos), o filme - captado em digital - conta uma bela história de amor e redenção, sem apelar para clichês e pieguices. E - o que é ótimo- sem apelar para o exotismo. O que não seria difícil, já que seu foco são personagens turcos (mal) inseridos na vida cotidiana da Alemanha.Faith Akin, que conhece bem a cultura turca, pois - embora nascido em Hamburgo - integra uma família de imigrantes, constrói história moderna, marcada pela paixão, urgência e desespero de nosso tempo. Seu protagonista, Cahit (Birol Unel), que parece saído do filme Crônica do Amor Louco (Marco Ferreri), é um vagabundo alcoólatra, que se alimenta de drogas de todos os tipos e muita, mas muita, cerveja. E de uma autodestrutividade sem tamanho. Tenta se matar chocando o carro contra um muro. Não morre. Vai parar num hospital. Lá, a jovem turca Sibel (Sibel Kekilli), que também tentara suicídio, o conhece. E tenta convencer Cahit, 23 anos mais velho que ela, a desposá-la. Um casamento de conveniência, pois a moça deseja sair da casa paterna, comandada com rigor e tradicionalismo pelo pai e um irmão.Cahit e Sibel se casam. Ela dá uma ajeitada no pardieiro onde eles passam a viver e cada um segue a sua vida. Sibel é uma jovem moderna, que também consome droga, faz sexo ocasional com muita liberdade e sem culpa. Aos poucos, o amor brota entre os dois. Mas como não se trata de love story a la Hollywood, um fato trágico irá separá-los. Sibel se mudará para Istambul.O filme, que dura 123 minutos, terá muita história, ainda, por contar. E o faz com as cores saturadas do cinema digital, com música moderna tocada em último volume e - sua maior qualidade - com personagens complexos, matizados. E com um olhar nunca simplificador. Sentimentos, paixões, medos e choques culturais são captados com olhar maduro. O júri de Berlim fez muito bem em revelar com seu prêmio máximo um diretor com a garra de Faith Akin.Serviço Quiosque e lounge Av. Paulista, 2.073, Conjunto Nacional, 3283-2179 / 3266-8518 / 3262-3596) Ingressos Individuais:2ª a 5ª, R$ 11 (sexta, sáb. e dom., R$ 13)Pacotes: 20 ingressos, R$ 100; 40 ingressos, R$ 185 Salas Centro Cultural São Paulo (110 lug.). R. Vergueiro, 1.000, Paraíso, 3277-3611, ramal 279 CEU Curuçá (450 lug.). Av. Marechal Tito, 3.400, Vila Curuçá, 6563-6145 Cine Olido (293 lug.). Av. São João, 473, Centro, 3334-0001 Cinearte 1 (420 lug.), 2 (150 lug.). Conjunto Nacional - Avenida Paulista, 2.073 - Cerqueira César - 11. 3285.3696 Cineclube Directv 1 (278 lug.); Sala 2 (169 lug.); Sala 3 (98 lug.). R. Augusta, 2530, Jd. Paulista, 3085-7684 Cinesesc (329 lug.). R. Augusta, 2.075, Jd. Paulista, 3064-1668 Espaço Unibanco 1 (273 lug.). R. Augusta, 1.475, 288-6780 Faap - Auditório 1 (300 lug.). R. Alagoas, 903, Higienópolis, 3662-7332 Metrô Santa Cruz (189 lug.). R. Domingos de Moraes, 2.564, 3471-8066 MIS - Auditório (171 lug.). Av. Europa, 158, Jd. Europa, 3088-0896 Morumbi 3 (246 lug.). Av. Roque Petroni Jr., 1.089, Morumbi, 5189-4556 Sala Cinemateca (105 lug.). Lgo. Senador Raul Cardoso, 207, 5084-2177 Sala UOL (271 lug.). R. Fradique Coutinho, 361, 5096-0585 Unibanco Arteplex 1 (268 lug.); 2 (234 lug.). Rua Frei Caneca, 569 / 3ª piso, 3472-2365 Vão Livre do Masp (aprox. 300 lug). Av. Paulista, 1.578, Cerqueira César, 3251-5644

Agencia Estado,

28 de outubro de 2004 | 15h43

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.