Mariscal/EFE
Mariscal/EFE

Conheça os filmes indicados ao Prêmio Goya 2021

O Goya revela os melhores filmes do ano no dia 6 de março, em cerimônia online apresentada por Antonio Banderas e María Casado; veja a lista de indicados

Redação, Com AP

02 de fevereiro de 2021 | 12h15

A cerimônia de entrega do Prêmio Goya, o principal do cinema espanhol, será finalmente realizada - com os indicados conectando-se por teleconferência com os apresentadores, o ator Antonio Banderas e a jornalista María Casado, para evitar o contágio por coronavírus -, anunciou nesta terça-feira, 2, a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas da Espanha

O diretor e roteirista Mariano Barrioso, que dirige a Academia Eespanhola, disse que a emergência sanitária impossibilita considerar que a cerimônia de gala de 6 de março possa ser realizada com convidados caminhando no tapete vermelho e pessoalmente em um teatro. A cerimônia, no entanto, continuará sendo sediada no Teatro Soho em Málaga, cidade natal de Banderas no sudeste da Espanha, e contará com apresentações musicais, segundo disse Barroso em uma coletiva de imprensa.

Mesmo que o ritmo de expansão do vírus tenha abrandado na última semana depois de mais de 800 mil novas infecções registradas em janeiro e que os especialistas atribuem às comemorações do Natal e do Ano Novo, a pressão sobre os hospitais não diminui. Pacientes com covid-19 ocupam quase metade da capacidade máxima dos leitos de UTI.

Banderas, que foi contratado para dirigir e apresentar a cerimônia junto com Casado, um rosto reconhecido e voz familiar da rádio e televisão públicas espanholas, disse que ambos farão tudo o que puderem para tornar a cerimônia virtual “algo muito especial”. “Nós vamos fazer isso, será uma gala decente e elegante”, disse Banderas na entrevista coletiva. “Você tem que saber como passar pelas fendas que a realidade nos deixa com coragem e bravura, e com toda a ilusão.”

Adú, um filme que narra a jornada de duas crianças camaronesas rumo à Europa, recebeu 13 indicações e é o favorito nesta 35.ª edição do Goya Awards.

Na sequência estão Las Niñas, obra de estreia de Pilar Palomero que descreve o salto para a adolescência de sua protagonista na Espanha dos anos 90, e Akelarre, filme do argentino Pablo Agüero sobre a caça às bruxas no País Basco.

O documentário chileno El Agente Topo, de Maite Alberdi; o filme colombiano El Olvido que Seremos, dirigido pelo espanhol Fernando Trueba; os guatemaltecos La Llorona, de Jayro Bustamante, e Ya No Soy Aquí, de Fernando Frías e representando o México, concorrem ao prêmio de melhor filme iberoamericano.

 

Veja os indicados ao Goya nas principais categorias

Melhor filme

  • Adú, de Salvador Calvo
  • Ane, de David Pérez Sañudo
  • La boda de Rosa, de Iciar Bollain
  • Las niñas, de Pilar Palomero
  • Sentimental, de Cesc Gay

Melhor direção

  • Salvador Calvo, por Adú
  • Juanma Bajo Uloa, por Baby
  • Iciar Bollain, por La boda de Rosa
  • Isabel Coixet, por Nieva en Benidorm

Melhor ator

  • Mario Casas, por No matarás
  • Javier Cámara, por Sentimental
  • Ernesto Alterio, por Un mundo normal
  • David Verdaguer, por Uno para todos

Melhor atriz

  • Amaia Aberasturi, por Akelarre

     

  • Patricia López Arnaiz, por Ane
  • Kiti Mánver, por El inconveniente
  • Candela Peña, por La boda de Rosa

Melhor diretor estreante

  • David Pérez Sañudo, por Ane
  • Bernabé Rico, por El inconveniente
  • Pilar Palomero, por Las niñas
  • Nuria Giménez Lorang, por My Mexican Bretzel

Melhor roteiro original

  • Alejandro Hernández, por Adú
  • Claro García y Javier Fesser, por Historias lamentables
  • Alicia Luna e Iciar Bollain, por La boda de Rosa
  • Pilar Palomero, por Las niñas

Melhor roteiro adaptado

  • David Pérez Sañudo y Marina Parés Pulido, por Ane
  • Bernardo Sánchez y Marta Libertad Castillo, por Los europeos
  • David Galán Galindo y Fernando Navarro, por Orígenes secretos
  • Cesc Gay, por Sentimental

Melhor ator coadjuvante

  • Álvaro Cervantes, por Adú
  • Sergi López, por La boda de Rosa
  • Juan Diego Botto, por Los europeos
  • Alberto San Juan, por Sentimental

Melhor atriz coadjuvante

  • Juana Acosta, por El inconveniente
  • Verónica Echegui, por Explota Explota
  • Nathalie Poza, por La boda de Rosa
  • Natalia de Molina, por Las niñas

Melhor ator revelação

  • Adam Nourou, por Adú
  • Chema del Barco, por El plan
  • Jannick, por Historias lamentables
  • Fernando Valdivieso, por No matarás.

Melhor atriz revelação

  • Jone Laspiur, por Ane
  • Paula Usero, por La boda de Rosa
  • Milena Smith, por No matarás
  • Griselda Siciliani, por Sentimental

Melhor filme de animação

  • La gallina Turuleca

Melhor documentário

  • Anatomía de un dandy, de Alberto Ortega y Charlie Arnaiz
  • Cartas mojadas, de Paula Palacios
  • El año del descubrimiento, de Luis López Carrasco
  • My Mexican Bretzel, de Nuria Giménez Lorang

Melhor filme iberoamericano

  • El agente topo
  • El olvido que seremos
  • La llorona
  • Ya no estoy aquí

Melhor filme europeu

  • Corpus Christi
  • El oficial y el espía
  • El padre
  • Falling

Melhor curta de ficção

  • 16 de decembro
  • A la cara
  • Beef
  • Gastos incluidos
  • Lo efímero

Melhor curta documental

  • Biografía del cadáver de una mujer
  • Paraíso en llamas
  • Paraíso
  • Solo son peces

Melhor curta de animação

  • Blue & Malone: Casos imposibles
  • Homeless Home
  • Metamorphosis
  • Vuela

     

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.